Segurança no voo

Segurança no voo. Facebooktwittergoogle_plus

Quem nunca voou não conhece os procedimentos básicos de segurança antes de se iniciar um voo.

Após todos os passageiros se sentarem, os agentes de bordo (em geral dois) se posicionam estrategicamente de pé no avião e demonstra, através de gestos, os procedimentos de segurança a serem tomados em caso de emergências. Ao fundo, uma gravação padrão das companhias aéreas narra o texto:

“Em caso de despressurização máscaras individuais de oxigênio cairão automaticamente. Puxe uma delas para liberar o fluxo, coloque sobre o nariz e a boca, ajuste o elástico e respire normalmente, auxilie crianças ou pessoas com dificuldade somente após ter fixado a sua”.

Seguindo os procedimentos de segurança, ainda antes de iniciar a decolagem, os agentes de bordo conferem, passageiro a passageiro, se o cinto está afivelado. Feito isso, pronto, a tripulação está pronta para decolagem.

 

 

Como complemento, há ainda no banco da frente, um cartão informativo sobre o que fazer em situações de emergências.

Entre as instruções se encontram: como sair do avião caso haja fumaça, como se posicionar em caso de pouso emergencial, entre outros.

dois tipos de emergências que podem ocorre a bordo: primária e secundária, sendo a primeira mais grave que a segunda.

  • Primárias

São consideradas emergências primárias qualquer situação em que o perigo exista, ou seja, iminente, ou seja, possa ter grande possibilidade de existir.

  • Secundárias

Já as emergências secundárias são aquelas caracterizadas por suspeita de provável pane ou quando há forte indicação de que o mesmo possa acontecer.

Toda emergência secundária pode se tornar primária, portanto, observar uma emergência deste tipo é tão importante quanto de outros tipos.

Outra forma de segurança em voos comerciais são a existência e o posicionamento das saídas de emergência.

As saídas de emergência estão presentes em geral em oito formas quando se trata de um Boeing, que é o avião mais utilizado para voos comerciais.

As saídas de emergência seguem o esquema abaixo:

  • 6 saídas na cabine de passageiros
  • 4 portas e 2 janelas sobre as asas
  • 2 saídas presentes na cabine de comando (2 janelas)

Outro artefato de segurança, porém, não para voos comerciais, é o paraquedas.

Apesar de ser um importante item de segurança, seu uso não é utilizado para voos comerciais, pois a altitude alcançada pelos aviões para este fim é muito além da altitude permitida para se utilizar o paraquedas, além disso, o paraquedas pesa em média 18 kg, o que dificulta seu uso em voos comerciais.

Como podemos ver, há muitas opções de segurança em voos comerciais, basta segui-las para ter um voo tranquilo e confortável.

 

 

Confira alguns destinos com ofertas especiais!

CNPJ: 17219734/0001-69 | Rua Antonio Aleixo , 604 - Belo Horizonte - MG - CEP 30180-150
© 2016 Passagens Promo - Todos os direitos reservados Emitir Shop | By - 2XT Tecnologia - Passagens Promo 2016