Cachoeiras Pirenópolis: onde ficam, valores e dicas de viagem

As cachoeiras Pirenópolis tornam essa pacata cidade do interior de Goiás um dos principais destinos para turismo de aventura e ecoturismo do Brasil.

São várias quedas d’águas com fácil acesso, boa infraestrutura e cenários naturais deslumbrantes, com biodiversidade abundante e paisagens simplesmente encantadoras.

A essas atrações naturais somam-se restaurantes charmosos, casarões coloniais que remontam ao século XVIII e muito mais, pertinho de cidades como Goiânia e Brasília.

Para te ajudar a montar um roteiro pelas melhores cachoeiras pirenopolinas, criamos um guia com tudo que você precisa saber sobre a cidade e suas cascatas! Vamos lá!

Viaje de avião aproveitando dos melhores preços do Brasil neste link!

Cachoeiras Pirenópolis: saiba tudo sobre a cidade goiana!

Conhecida por suas dezenas de cachoeiras, Pirenópolis é um lugar que parece ter sido feito sob medida para receber viajantes em busca de sombra, água fresca e sossego.

As belezas naturais são combinadas a uma excelente infraestrutura de hotelaria, gastronomia e serviços, capaz de garantir total conforto mesmo em meio às paisagens selvagens, típicas do cerrado.

Ou seja, depois de passar o dia se divertindo nas águas limpas espalhadas pelos arredores da cidade, você poderá matar a fome com deliciosas refeições em um dos restaurantes da cidade e descansar em pousadas e hotéis rústicos, cheios de comodidades.

Quem deseja aproveitar ao máximo possível a sua estadia não pode deixar de montar um roteiro com as informações mais importantes sobre o destino.

Neste artigo, você vai descobrir onde fica Pirenópolis, como chegar à cidade, quando visitar, as cachoeiras que não pode perder, os principais atrativos turísticos e outras informações essenciais para um bom planejamento. Veja só!

Onde fica Pirenópolis?

Onde fica Pirenópolis?
Fonte: Unsplash

Pirenópolis é uma cidade com pouco mais de 25 mil habitantes, localizada na região central de Goiás e recortada pelo Rio das Almas, cujas águas formam dezenas de cachoeiras nos arredores do município.

O destino tem localização privilegiada, pois está simultaneamente em meio à natureza exuberante e próximo de grandes cidades (com excelentes aeroportos): Goiânia (130 km) e Brasília (150 km).

Como ir para Pirenópolis?

Apesar de não ser atendida por um aeroporto próprio, a cidade tem fácil acesso a partir das maiores cidades do Centro-Oeste brasileiro

Na prática, isso significa que quem deseja visitar a histórica Pirenópolis terá algumas opções de trajeto à disposição.

Os viajantes que saem de Brasília devem seguir pela rodovia BR-070, via Corumbá, ou pela BR-060, via Abadiânia ou Alexânia. 

A Viação Goianésia opera o trecho de ônibus a partir de R$ 35 (preço em junho/2021) em vários horários diários.

Se você está saindo de Goiânia, o percurso pode ser feito pela BR-060 e GO-431, ou pelas estradas GO-080, GO-222 e GO-338. 

A Viação Goianésia também oferece a viagem em um horário por dia, com passagens a partir de R$ 32 (preço em junho/2021).

Quando ir para Pirenópolis?

Não importa se você está interessado nos atrativos históricos ou nas cachoeiras: Pirenópolis é um destino agradável em qualquer época do ano!

O clima da cidade está basicamente dividido em duas estações: a chuvosa, de novembro a março, e a seca, de abril a outubro. 

Cada uma dessas épocas oferece ao viajante atrações bem diferentes, mas igualmente encantadoras.

A melhor ocasião para encontrar as cachoeiras com volume de água elevado, vegetação bem verdejante e quase nenhuma chuva acontece entre maio e junho

Neste período, até meados de setembro, as temperaturas podem variar entre 14ºC e 32ºC em menos de 24 horas.

A partir de outubro o tempo começa a virar, até que as chuvas se tornam uma constante, enchendo os rios e transformando a paisagem.

Se você resolver viajar nesse período, esteja preparado para temporais constantes e fique atento durante seus banhos de cachoeira, pois podem ocorrer as temidas trombas d’água.

Mesmo com chuva, as temperaturas ficam elevadas, chegando a 30ºC, as águas das cachoeiras ficam menos geladas e o sol sempre dá um jeito de dar as caras.

A cidade costuma ficar bastante cheia aos fins de semana, feriados e férias escolares. Eventos como a Festa do Divino Espírito Santo e a Semana Santa também movimentam o cenário turístico local.

Por isso, caso você esteja planejando viajar nessas datas, vale a pena garantir suas reservas de hospedagem com alguma antecedência para conseguir diárias mais econômicas.

Passagens aéreas para Pirenópolis

A pacata Pirenópolis não dispõe de aeroporto comercial, mas fica a 151 km do Aeroporto Internacional de Brasília e a 120 km do Aeroporto de Goiânia Santa Genoveva.

Você pode encontrar passagens aéreas baratas para esses terminais ou qualquer outro destino em nosso site de buscas, Passagens Promo, em poucos cliques.

passagens-promo
Passagens aéreas saindo de

Basta digitar as cidades de origem e destino, selecionar as datas da viagem e escolher a melhor opção para o seu bolso.

O viajante pode, por exemplo, simular o desembarque em Brasília e, depois, em Goiânia para comparar as ofertas e escolher a rota mais econômica.

Para não perder nenhuma promoção, não se esqueça de acionar o alerta de preços, que envia notificações sempre que o trecho desejado sofre alteração de valor.

Pirenópolis: mapa

Já está fazendo suas malas para conhecer esse paraíso do ecoturismo? Não deixe de conferir o mapa cachoeiras Pirenópolis para planejar seus deslocamentos! Confira!

Quantas cachoeiras tem em Pirenópolis?

Pirenópolis abriga nada menos que 82 cachoeiras catalogadas, além de inúmeras outras localizadas em propriedades particulares, que ainda não entraram nos registros oficiais.

Estima-se que 14 empresas e agências explorem as principais quedas d’águas da região: cerca de 37 cachoeiras estão abertas a visitação.

Qual a melhor cachoeira de Pirenópolis?

Qual a melhor cachoeira de Pirenópolis?
Fonte: Pixabay

Entre todas as cachoeiras Pirenópolis, apontar a mais bela pode ser um grande desafio. 

Afinal, estamos falando de um destino tombado como Patrimônio Natural brasileiro por seus cenários muito bem preservados.

Uma delas, porém, se destaca por sua beleza e por um episódio histórico curioso: a Cachoeira do Abade, com 22 metros de queda d’água.

Durante o século XVIII, a região em que fica a cachoeira era explorada por mineradores e garimpeiros em busca de ouro, o que acabou por contaminar as águas do rio das Almas.

A população, então, se revoltou e decidiu expulsar os caçadores de ouro, destruindo completamente o maquinário utilizado para o garimpo.

Desde então, a cachoeira se recuperou e voltou a ocupar um lugar de destaque na cidade, dessa vez por sua importância natural, e até hoje segue como uma das melhores cachoeiras em Pirenópolis.

Para chegar até a Cachoeira do Abade você deve encarar um trajeto de 17 km a partir do centro da cidade, pela Rodovia Parque dos Pireneus. 

A entrada custa a partir de R$ 30 (preço em junho/2021). Crianças até 5 anos têm entrada gratuita, enquanto idosos com mais de 60 anos e crianças entre 6 e 12 anos pagam meia entrada.

Qual a cachoeira mais famosa de Pirenópolis?

Além da já mencionada Cachoeira do Abade, outra queda d’água se destaca na cidade de Pirenópolis é a Cachoeira da Usina Velha, que se desdobra em várias cascatas e produz vários poços agradáveis para banho.

A maior entre todas as quedas d’água tem apenas 10 metros de altura, mas, acredite: a água não é o único atrativo do local.

A Usina Velha é famosa por ter acesso facilitado, pela Rodovia Parque dos Pireneus, e dispõe de excelente infraestrutura, com tudo que você precisa para passar o dia inteiro curtindo a água e o sol.

A cachoeira está bem próxima ao centro da cidade e oferece estacionamento, banheiros, vestiário e até lanchonete! Quem preferir também pode levar suas próprias comidas e bebidas.

Como você já deve ter imaginado, uma cachoeira tão bonita e tão bem-estruturada assim só pode ser muito movimentada, certo? E isso é verdade, ao menos em partes.

Nos fins de semana a Cachoeira da Usina Velha fica muito cheia, o que pode atrapalhar os planos de quem procura sossego. Nos dias de semana, porém, o local fica irreconhecível, praticamente sem movimento.

A entrada não é gratuita, mas está entre as mais baratas da cidade: R$ 25 para pessoas acima de 9 anos de idade (preço em junho/2021).

Qual o valor da entrada nas cachoeiras de Pirenópolis?

Qual o valor da entrada nas cachoeiras de Pirenópolis?
Fonte: Pixabay

Infelizmente, não existem muitas cachoeiras Pirenópolis gratuitas, salvando-se poucas exceções, como as cachoeiras do Sonrisal, Garganta do Inferno e Coqueiro, todas localizadas no Parque Estadual dos Pireneus.

As demais quedas d’águas ficam em propriedades particulares, com cobrança de ingresso entre R$ 20 e R$ 40 (preços em junho/2021). Em geral, crianças e idosos pagam meia entrada ou têm direito a gratuidade.

O valor dos ingressos está diretamente relacionado à quantidade de cachoeiras que uma mesma propriedade abriga e da qualidade da infraestrutura oferecida aos viajantes. Por isso, se você estiver viajando em família, é melhor preparar o orçamento!

Além disso, a maioria das cachoeiras não aceita pagamento em cartão de crédito ou débito, então leve dinheiro em espécie para não correr o risco de perder viagem!

Como reservar cachoeira em Pirenópolis?

Algumas das cachoeiras Pirenópolis vendem ingressos para day-use pela internet, o que garante uma comodidade a mais para o viajante em busca de sossego e refresco.

Dessa forma, você não perde tempo na bilheteria e pode garantir o seu passeio com antecedência, além de ter a possibilidade de pagar pela entrada no cartão de crédito ou débito.

O que fazer em Pirenópolis sem ser cachoeira?

O que fazer em Pirenópolis sem ser Cachoeira?
Fonte: Unsplash

Embora seja conhecida por suas belas cachoeiras, Pirenópolis reserva aos viajantes muitas outras atrações incríveis, entre edifícios históricos, museus e muito mais. Veja só!

Centro Histórico

Fundada em meados do século XVIII, Pirenópolis tem um centro histórico muito charmoso, com ruas de pedra permeadas por casarões coloniais caprichosamente pintados.

Comece seu passeio pela região a partir da Igreja Matriz Nossa Senhora do Rosário, visite os edifícios do Cine Pireneus, do Theatro e da Casa de Câmara e Cadeia, onde hoje está instalado o Museu do Divino.

Não deixe de visitar a fotogênica Igreja de Nosso Senhor do Bonfim e a Ponte do Rio das Almas, que oferece vista panorâmica do centro histórico.

Aproveite o seu passeio para conhecer os bons restaurantes da região e ir às compras nas lojinhas espalhadas pelo centro!

Igreja Matriz Nossa Senhora do Rosário

Datada da primeira metade do século XVII, a Igreja Matriz Nossa Senhora do Rosário tem uma história que se confunde com a da cidade.

Considerado o edifício histórico mais antigo de Goiás, a igreja tem uma fachada simplória, mas um interior muito bem decorado, que representa bem o período de exploração do ouro na região. 

A igreja está aberta a visitação diariamente, exceto às terças e quartas, das 7h às 17h. É cobrado um valor simbólico de R$ 2 (preço em junho/2021), como taxa de manutenção.

Igreja Nossa Senhora do Carmo

Igreja Nossa Senhora do Carmo
Fonte: Rodrigogomesonetwo / Wikimedia Commons / CC BY-SA 3.0

Endereço do Museu de Arte Sacra de Pirenópolis, a Igreja de Nossa Senhora do Carmo foi construída durante o século XVIII às margens do rio das Almas, onde foram descobertas as lavras de ouro que impulsionaram a ocupação urbana na região.

Em outras palavras, o templo é considerado um dos marcos iniciais de Pirenópolis!

A fachada da igreja é simples, o que pode enganar os visitantes mais desavisados: o interior é exuberante, com uma riquíssima decoração em estilo barroco-rococó, cheia de detalhes incríveis!

Museu das Cavalhadas

O pequeno Museu das Cavalhadas abriga um riquíssimo acervo a respeito das Cavalhadas, o folclore típico da cidade, que colore as ruas do centro histórico durante a famosa Festa do Divino.

Entre as peças expostas no museu estão trajes típicos, máscaras, fotografias e documentos históricos que remontam aos anos de fundação da cidade.

O museu abre diariamente, das 9h às 17h, e cobra taxa simbólica de entrada, no valor de R$ 2 (preço em junho/2021).

Ponte Pênsil Dona Benta

Batizada em homenagem a uma ilustre moradora de Pirenópolis, que ficou marcada na história local por seus saborosos doces, a Ponte Pênsil Dona Benta é uma atração imperdível em qualquer roteiro pela cidade.

A ponte fica no centro histórico e tem trânsito exclusivo de pedestres e bicicletas, oferecendo passagem segura em meio à vegetação exuberante, sobre o rio das Almas.

O que fazer em Pirenópolis à noite?

O que fazer em Pirenópolis à noite?
Fonte: Pexels

Durante a semana, a cidade fica bem parada, sem movimento intenso. Aos fins de semana, o cenário se transforma não apenas nas cachoeiras, mas também no centro histórico, que se torna um animado ponto para quem deseja curtir a noite!

As regiões das ruas do Lazer e Aurora, bem como da Praça do Coreto, começam a registrar movimento noturno mais intenso a partir de quinta-feira, com barzinhos e restaurantes lotados, música ao vivo por todo lado e muita agitação.

Embora o viajante não encontre muitas casas noturnas, não é difícil encontrar um bar animado, com boas cervejas artesanais e vinhos produzidos na região.

O que fazer em Pirenópolis em 2 dias?

Vai passar dois dias na cidade? Não se preocupe, pois você terá tempo suficiente para conhecer algumas cachoeiras Pirenópolis e curtir seu centro histórico.

No primeiro dia, por exemplo, você pode conhecer o complexo da Cachoeira da Usina Velha e passear pelo centro histórico, reservando a noite para saborear pratos apetitosos em um dos restaurantes da rua do Lazer.

No dia seguinte, visite a Igreja do Bonfim, o espetacular Mirante do Ventilador e a cachoeira mais bonita da cidade, a do Abade, a apenas 6 km do centro histórico. Antes de ir embora, conheça os bares requintados da Praça do Coreto.

O que fazer em Pirenópolis em 3 dias?

Se você decidiu ficar mais um dia em Pirenópolis, seu roteiro vai ficar completo com uma visita à Cachoeira Paraíso ou ao Salto Corumbá, a 32 km do centro da cidade.

Esses espaços dispõem de excelente infraestrutura e praias de água doce onde você poderá passar o dia inteiro sem se preocupar com mais nada!

Cotação de passagens aéreas para Pirenópolis

Seja para curtir o centro histórico ou as cachoeiras, Pirenópolis pode ser o destino perfeito para a sua próxima viagem.

Visite nosso site de buscas, Passagens Promo, para encontrar passagens aéreas baratas para os aeroportos de Goiânia, Brasília e qualquer outro destino do Brasil ou do exterior!

passagens-promo
Passagens aéreas saindo de
Gol GYN Goiânia BSB Brasília 15 Jun 20 Jun R$ 249 Gol GYN Goiânia BSB Brasília 09 Out 15 Out R$ 272 Gol VCP Campinas BSB Brasília 19 Ago 22 Ago R$ 302 Azul VCP Campinas BSB Brasília 06 Jun 13 Jun R$ 342 Azul VCP Campinas BSB Brasília 21 Jun 23 Jun R$ 342 Ver mais ofertas

Você só precisa digitar as cidades de origem e destino, incluir as datas da viagem e selecionar a melhor oferta para a sua viagem.

Para encontrar o momento mais barato para viajar, vale a pena simular diferentes datas e rotas de viagem, além de acionar o alerta de preços, que envia notificações sempre que o trecho desejado entra em promoção!

Conhecer as belezas de Pirenópolis com economia? De Promo você pode!

Recomendado para você
Trindade, GO: conheça essa cidade do Centro-Oeste e seus maiores pontos turísticos!

Trindade, GO: conheça essa cidade do Centro-Oeste e seus maiores pontos turísticos!

Cidade de Goiás: pontos turísticos, informações e dicas de viagem

Cidade de Goiás: pontos turísticos, informações e dicas de viagem

Vale da Lua: o melhor da Chapada dos Veadeiros!

Vale da Lua: o melhor da Chapada dos Veadeiros!

Formosa, Goiás: pontos para ecoturismo e esportes de aventura

Formosa, Goiás: pontos para ecoturismo e esportes de aventura

Mambaí, Goiás: 9 atrações para explorar o turismo de aventura

Mambaí, Goiás: 9 atrações para explorar o turismo de aventura

Terra Ronca, Goiás: grutas, cachoeiras e dicas para ecoturismo

Terra Ronca, Goiás: grutas, cachoeiras e dicas para ecoturismo