Cidade do México: o que fazer, informações e dicas de turismo

Quando se cogita uma viagem ao México, os primeiros lugares a serem lembrados são os litorâneos, como Cancun ou Cozumel. Contudo, cada vez mais pessoas estão investindo em roteiros que incluem a Cidade do México, capital e maior cidade do país. 

A cidade tem atraído cada vez mais turistas interessados em conhecer uma das maiores capitais do mundo, rica em patrimônio cultural e um dos berços da cultura asteca.

Apesar do tamanho massivo da cidade e a imensa quantidade de atrações turísticas, um bom planejamento pode te ajudar a conhecer tudo o que você quiser, mesmo em uma viagem de pouco tempo.

Reunimos todas as informações que você precisa para montar seu roteiro de viagem e aproveitar ao máximo a sua passagem pela capital mexicana! Confira!

Confira as mais baratas passagens aéreas neste link!

Cidade do México: o que fazer no “coração do país”?

O que fazer na Cidade dos Méxica

A capital do México se preocupa com os visitantes: a localização dos pontos turísticos e a infraestrutura de transporte, hotelaria e gastronomia são excelentes.

Por isso, será relativamente fácil organizar seu roteiro contemplando as principais atrações da cidade. 

A organização será uma peça-chave para garantir o sucesso da sua estadia e o mínimo de tempo possível gasto em deslocamentos.

São dezenas de museus, palácios, monumentos e prédios que podem entreter e encantar até mesmo o mais exigente dos turistas.

Além disso, a capital respira história e arte: você poderá mergulhar pelo mundo de Frida Kahlo, conhecer detalhes do Império Asteca e muito mais em uma única cidade.

Antes de aprofundar nos pontos turísticos da Cidade do México, vamos contar brevemente sobre a sua origem, ainda com o nome de Tenochtitlán. 

Tudo se deriva de uma profecia do Deus asteca da guerra, Huitzilopochtli. Segundo ele, a capital deveria ser construída em um local onde fosse encontrado uma águia com uma serpente na boca. 

Depois de anos de procura, finalmente a águia foi encontrada e naquele lugar foi construída a cidade que séculos depois se tornaria Cidade do México

Com a colonização espanhola chegou a modernização, os grandes prédios e vias que hoje são característicos da cidade. 

Ainda assim, em uma viagem à Cidade do México é possível notar onde as duas civilizações se encontram e os costumes de cada um que hoje fazem parte da cultura do povo que ali vive. 

Agora, que você já sabe um pouquinho mais desse destino, que tal se aprofundar nos principais pontos turísticos para montar seu roteiro?

Mapa da cidade do México

A Cidade do México, situada em um planalto central rodeado por montanhas, é uma metrópole com características geográficas impressionantes. 

O vale em que ela se localiza é circundado por cadeias montanhosas, destacando-se a Sierra Madre Oriental e a Sierra Madre Ocidental, conferindo à cidade uma paisagem naturalmente deslumbrante. 

Entre essas majestosas elevações, encontramos um dos aspectos mais marcantes da geografia da cidade: os vulcões Popocatépetl e Iztaccíhuatl, mobos inativos.

A altitude da Cidade do México é uma característica distintiva, situando-a a aproximadamente 2.240 metros acima do nível do mar. 

Esta elevação influencia o clima da cidade, proporcionando verões amenos e invernos relativamente frescos, tornando-a uma área de clima temperado. 

Esses elementos geográficos conferem à Cidade do México uma paisagem única e complexa, moldando sua história, cultura e desafios contemporâneos. 

Seguro viagem é obrigatório no México?

Não é obrigatório ter um seguro de viagem para entrar no México. Embora não seja estritamente obrigatório, ele proporciona uma camada extra de segurança e tranquilidade durante a sua estadia. 

Um dos principais benefícios é a cobertura médica, que pode ser crucial em caso de acidentes, doenças ou emergências médicas durante a viagem. 

Além disso, em situações de cancelamento ou interrupção da viagem devido a emergências pessoais ou condições inesperadas, o seguro pode reembolsar os custos associados, protegendo assim o seu investimento.

O seguro de viagem também oferece proteção em relação à sua bagagem. Se a sua bagagem for extraviada, danificada ou roubada, o seguro pode oferecer compensação financeira para ajudar a substituir os itens perdidos. 

Em caso de atrasos significativos nos voos, o seguro pode cobrir despesas adicionais, como acomodação e alimentação. Isso pode ser especialmente útil para garantir que a sua viagem continue sem problemas mesmo diante de contratempos.

No caso de situações onde você possa ser considerado responsável por um acidente, o seguro pode cobrir os custos legais e indenizações. 

Ele também pode fornecer assistência em viagem, incluindo serviços como traduções, informações sobre destinos e suporte em situações de emergência. 

Se você planeja participar de atividades esportivas ou de aventura, como mergulho, esqui ou trilhas, o seguro pode oferecer uma cobertura específica para essas atividades. 

Quando ir para a Cidade do México?

Ninguém merece ter um passeio interrompido por um temporal ou dias seguidos de muita chuva, certo? 

Mas isso pode ser facilmente evitado com um bom planejamento de viagem e saber quando viajar para a Cidade do México. 

Apesar de ser considerado como baixa temporada, não é aconselhável viajar entre os meses de julho e agosto, pois são os períodos de intensa chuva. 

Nos outros meses, o clima é, em geral, bastante ameno. Isso significa temperaturas de até 5ºC durante o inverno e uma média de 28ºC no verão.

A alta temporada não é muito definida na cidade, uma vez que o México em si é considerado como um dos destinos internacionais mais baratos para conhecer. Mas no geral os meses de férias são os mais procurados. 

Qual é o clima mexicano?

Por ser localizada em um planalto central, a Cidade do México possui um clima temperado que oferece variações sazonais distintas ao longo do ano. 

Durante a primavera, de março a maio, a cidade experimenta temperaturas agradáveis, com máximas oscilando entre 20°C e 25°C. As noites podem ser mais frescas, com mínimas em torno de 10°C a 15°C. Esta estação é muito boa para visitas devido ao clima ameno e confortável.

À medida que o verão chega, de junho a agosto, a Cidade do México experimenta um aumento nas temperaturas. Os termômetros alternam entre 28°C e 30°C durante o dia, enquanto as noites são mais frias, com mínimas de 12°C a 15°C. 

O outono, que se estende de setembro a novembro, é uma excelente época para visitar a cidade. As temperaturas ainda são agradáveis, com máximas variando de 20°C a 24°C, e mínimas entre 10°C e 15°C.

O inverno, de dezembro a fevereiro, traz temperaturas mais frescas, mas ainda bastante suportáveis. As máximas diurnas normalmente ficam em torno de 18°C a 22°C, enquanto as mínimas noturnas podem cair para 5°C a 10°C.

Quais documentos levar para a sua viagem?

Nada pior do que chegar ao seu destino turístico e ser barrado, não é? Para isso, esteja preparado e faça um checklist de viagem para não esquecer nada. 

No México não é necessário visto de brasileiros que visitam o país. Certifique-se de levar seu passaporte com validade mínima de seis meses a partir da data de desembarque. Não se esqueça de levar comprovantes de passagem de volta.

Você também precisará apresentar passagens de ônibus, comprovante de aluguel de carro ou qualquer evidência que comprove que você tem meios de se deslocar pelo México. 

As autoridades podem exigir comprovante de hospedagem ou carta-convite, bem como comprovantes de meios de subsistência. 

Isso quer dizer dinheiro em espécie (de preferência dólares ou pesos mexicanos), cartão de crédito internacional, entre outros, suficientes para a duração de sua viagem.

A maior parte dos brasileiros barrados no México têm a entrada negada pela inconsistência nas informações apresentadas às autoridades. Seja sincero, fique atento às exigências e você não deverá ter problemas.

Recomenda-se, ainda, a contratação de um bom seguro viagem para o México.

Você pode encontrar as melhores alternativas do mercado em nosso comparador, o Melhor Seguro.

Dicas de viagem para a Cidade do México

Uma viagem à capital mexicana tem tudo para ser inesquecível. Destacamos algumas dicas importantes para que você não perca nenhum detalhe e aproveite ao máximo!

Não hesite em usar o transporte oferecido da cidade. O metrô e o metrobus são opções limpas, rápidas e baratas, inclusive mais segura que os táxis.

O preço do transporte também é uma vantagem: a passagem de metrô é muito barata, assim como as corridas utilizando aplicativos, como o Uber.

Não recomendamos que você alugue um carro para a sua viagem: o trânsito na capital é muito intenso e você provavelmente vai perder horas preso em engarrafamentos.

Se precisar escolher entre táxi e Uber, dê preferência ao aplicativo. Em última hipótese, recorra a uma cooperativa de táxi ou peça ajuda no seu hotel.

Os taxistas mexicanos são famosos por seu talento para “enrolar” turistas. Exija que o taxímetro seja ligado assim que entrar no carro e, se o motorista for muito insistente, defina um preço fixo para sua viagem.

Fique atento à segurança: certifique-se de que a foto na licença do táxi, no vidro traseiro do carro, corresponde ao motorista que está te transportando. Se a resposta for negativa, não entre no táxi.

A moeda oficial do México é o peso mexicano, mas o ideal é que você leve alguns dólares consigo. Você pode encontrar casas de câmbio confiáveis na Zona Rosa ou no centro histórico.

Passagens aéreas para a Cidade do México

É provável que os itens mais caros de sua viagem serão as passagens aéreas. A boa notícia é que é dá pra poupar!

Pesquise o máximo que puder, faça simulações de voos em diferentes dias da semana e horários e, se for possível, evite viajar nos fins de semana: as passagens são mais baratas para voos em dias úteis.

Outra dica valiosa é: faça cotações em sites comparadores, como a nossa plataforma, Passagens Promo.

Você conseguirá visualizar as ofertas de várias companhias aéreas e terá mais chance de encontrar o preço mais baixo do mercado.

Você pode até criar um alerta de preços, para ser notificado via e-mail caso surja alguma promoção para o trecho desejado.

Você conseguirá visualizar as ofertas de várias companhias aéreas e terá mais chance de encontrar o preço mais baixo do mercado.

Você pode até criar um alerta de preços, para ser notificado via e-mail caso surja alguma promoção para o trecho desejado.

O que visitar na Cidade do México?

O turismo no México tem muitas opções de passeio para todo perfil de turista. Dos que gostam de visitar os locais históricos, até aqueles que preferem conhecer mais da cultura local, seja por suas festas ou pela culinária. 

Vale a pena fazer uma pesquisa caprichada para eleger as atrações que você faz questão de visitar para montar um roteiro eficiente, com menos tempo gasto em deslocamentos.

Para ajudar na elaboração desse roteiro, fizemos uma lista para você conhecer os principais pontos turísticos e escolher aqueles que vai visitar. Confira!

Centro Histórico Zócalo

Centro Histórico da Cidade dos México
Fonte: Pexels

O centro histórico, ou Zócalo, é a mais importante região turística da cidade: por lá você encontrará as ruínas astecas de Tenochtitlan, o Palácio do Governo, a Praça da Constituição e muitas outras atrações.

São muitos prédios de arquitetura colonial típica do período da Nova Espanha, com várias cores e formas. Cenário ideal para encher o álbum de fotos.

Se você vai passar pouco tempo na cidade, recomendamos que comece seu passeio pelo Zócalo!

Museo Soumaya

    Está gostando do conteúdo?

    Receba as melhores dicas de viagens no seu e-mail!

    Fique tranquilo, não enviamos spam!

    E-mail cadastrado com sucesso!

    A partir de agora, você receberá as melhores
    dicas de viagem diretamente no seu e-mail!

    O Museo Soumaya mostra toda sua imponência logo de cara: a arquitetura futurista do prédio provavelmente vai te deixar de queixo caído.

    Dentro das paredes, o encantamento continua, com um acervo que reúne mais de 60.000 peças de artistas de renome mundial.

    Só a coleção do escultor Auguste Rodin tem mais de 380 peças: é a segunda maior coleção do artista em todo o mundo!

    Ruínas de Teotihuacán

    Ruínas de Teotihuacán
    Fonte: Pixabay

    Você não precisa visitar o Egito para conhecer pirâmides originais. As ruínas de Teotihuacán estão entre as principais atrações turísticas da capital mexicana!

    É o sítio arqueológico mais visitado do país e um dos mais importantes do mundo.

    A principal pirâmide, a do Sol, tem mais de 65 metros de altura e 225 metros em cada um de seus lados: você conseguirá avistá-la de longe!

    Paseo de La Reforma

    A Paseo de La Reforma é o equivalente mexicano da Avenida Paulista ou até mesmo da Times Square. Ou seja, é a via mais importante do país.

    Será por essa avenida que você terá acesso aos principais pontos turísticos da cidade, como o Zócalo e a Zona Rosa

    Aos domingos, a Paseo de La Reforma muda de cara: o trânsito é fechado para veículos e a avenida fica aberta para pedestres e ciclistas.

    Catedral Metropolitana

    Cidade dos México: Catedral Metropolitana
    Fonte: Pexels

    A Catedral Metropolitana é basicamente a principal sede da Arquidiocese do México. Então espere conhecer um dos edifícios religiosos mais importantes do país.

    A arquitetura do prédio é em dose tripla: tem influências do barroco, do renascentista e do neoclássico, acumuladas ao longo de mais de dois séculos de construção.

    Se você gosta de visitar lugares clássicos nas férias, não pode deixar de conhecer essa atração.

    Xochimilco

    Conhecida como a “Veneza mexicana”, Xochimilco é um exemplo de ponto turístico frequentado pelos moradores locais.

    Quem busca uma atração charmosa não pode deixar de experimentar os barcos (“trajinera”) que oferecem passeios pelos canais da região.

    O local está diretamente ligado à história da cidade, pois é o único que permanece desde a época da profecia do deus Huitzilopochtli. 

    Apesar de muitos turistas experimentarem os passeios pelo o canal, são os mexicanos que frequentam mais o lugar. São nesses barquinhos com mesas e cadeiras que eles fazem festas em família, tomam café aos fins de semana, e realizam até mesmo casamentos!

    Se você quer vivenciar a cultura mexicana, esse é um passeio obrigatório. 

    Bosque de Chapultepec

    Bosque Chapultepec
    Fonte: Pixabay

    Os arredores do Bosque de Chapultepec reúnem algumas das melhores opções de hospedagem da cidade. 

    Além disso, trata-se de um parque imenso, arborizado e muito frequentado pelos próprios mexicanos.

    Você pode reservar um dia inteiro para conhecer cada cantinho do parque, que tem museus, restaurantes, passeios de barco e até um zoológico esperando para serem explorados.

    Não deixe de visitar o imponente Castelo de Chapultepec, construído na colina do Chapulín e conta a história dos governantes mexicanos do século passado.

    A entrada no castelo custa 70 pesos mexicanos em dias de semana e é gratuita aos domingos.

    Museo Frida Kahlo

    O Museu Frida Kahlo é um dos queridinhos dos turistas e cobra entradas que estão entre as mais caras da cidade: você terá que desembolsar cerca de R$ 35 para visitá-lo. 

    Também conhecido como Casa Azul, o museu funciona na casa onde a icônica artista mexicana nasceu, construiu sua carreira e morreu.

    No entanto, não se engane: você não encontrará obras de Frida Kahlo por lá. O museu é dedicado a contar a história da artista e não tem muitas de suas obras.

    Basílica de Guadalupe

    Cidade dos México: Basílica de Guadalupe
    Fonte: Needpix

    As abóbadas arredondadas da Basílica de Guadalupe fazem parte do horizonte da capital mexicana.

    Se a Catedral Metropolitana é a sede da Arquidiocese do México, a Basílica de Guadalupe é, provavelmente, a igreja mais importante do país.

    Mais do que isso: é a segunda igreja mais visitada de todo o mundo, só perde para a icônica Basílica de São Pedro, em Roma, na Itália.

    Palácio de Belas Artes

    O Palácio de Belas Artes é o mais importante teatro do país, cenário de óperas e toda espécie de manifestação artística.

    Turistas do mundo inteiro visitam o Palácio de Belas Artes em busca dos famosos murais criados por Diego Rivera, um dos principais artistas da história do país.

    Lá dentro você encontra, ainda, o Museu da Arquitetura e o Museu do Palácio de Belas Artes, o que te garante cultura em dose tripla!

    Museo Nacional de Antropología

    Cidade dos México: Museu Nacional de Antropologia
    Fonte: Pixabay

    O Museo Nacional de Antropología é um dos pontos turísticos mais visitados da capital mexicana, e merece a fama que tem.

    São várias exposições e até pequenos templos nos quais você pode se perder por um dia inteiro.

    Um verdadeiro passeio pela cultura do país recomendado para a família inteira.

    Museo Memoria y Tolerancia

    O Museo Memoria y Tolerancia é desconfortável e necessário. Por lá você vai conhecer um pouco mais sobre os maiores genocídios da história da humanidade.

    As exposições do local visam mostrar, por meio de fatos históricos, a linha do tempo da violência. De modo que ao fim da experiência o visitante entenda a importância de não esquecer dessas atrocidades, para que elas não se repitam no presente e principalmente no futuro. 

    No museu estão expostos momentos de terror de diversas comunidades ao redor do mundo, desde o holocausto, até tragédias no Camboja, por exemplo. 

    A intenção deste museu é promover a tolerância a partir dos erros do passado, a fim de acabar com o ciclo vicioso.

    Arenas de luta livre mexicana

    No México, a luta livre, conhecida como “lucha libre”, ganhou um status icônico e é considerada uma parte integral da cultura esportiva e do entretenimento do país. 

    O espetáculo é caracterizado por combates em um ringue, nos quais os lutadores buscam imobilizar ou derrotar seus oponentes através de uma variedade de movimentos e técnicas.

    O aspecto mais marcante da lucha libre é o uso de máscaras pelos lutadores. Essas máscaras muitas vezes se tornam símbolos identitários, representando as pessoas e personalidades dos lutadores. 

    O ato de remover a máscara em um combate é carregado de significado e dramaticidade, muitas vezes marcando momentos cruciais nas rivalidades entre os lutadores. 

    Essa característica distintiva adiciona uma camada de mistério e teatralidade ao espetáculo.

    No México, as arenas de luta livre, conhecidas como “arenas de lucha libre”, desempenham um papel central na cena da luta livre. 

    Elas são os locais onde os apaixonados por esse esporte se reúnem para assistir a emocionantes combates ao vivo. Aqui estão algumas das arenas de luta livre mais icônicas no país:

    Arena México

    A Arena México é a arena de luta livre mais prestigiada e emblemática do México. Ela tem capacidade para milhares de espectadores e é o lar de várias promoções de luta livre. Muitos dos eventos mais importantes e históricos da lucha libre ocorreram neste local.

    Arena Coliseo

    Outra arena lendária da Cidade do México, a Arena Coliseo, possui uma atmosfera única e intensa. Ela tem uma rica história e foi palco de muitos combates memoráveis ao longo dos anos.

    Arena Naucalpan

    Localizada nos arredores da Cidade do México, a Arena Naucalpan é uma das arenas mais antigas e tradicionais do país. Ela é conhecida por abrigar eventos de luta livre de alta qualidade.

    Arena Puebla

    Esta arena, localizada na cidade de Puebla, é um importante centro de luta livre fora da Cidade do México. Ela atrai tanto lutadores locais quanto estrelas renomadas da lucha libre.

    Arena Querétaro

    A Arena Querétaro é outro local importante para os amantes da luta livre no México. Ela oferece uma experiência autêntica de lucha libre para os fãs na região central do país.

    Arena Monterrey

    No norte do México, a Arena Monterrey é um dos principais locais para eventos de luta livre na região. Ela recebe uma série de competições emocionantes ao longo do ano.

    Onde comer na Cidade do México?

    O que comer na Cidade dos México
    Fonte: Piqsels

    O México é um país barato em comparação a destinos turísticos badalados dentro do Brasil. Dessa forma, você vai comer bem e pagar pouco nos melhores restaurantes da capital mexicana.

    Os tacos nos tradicionais carrinhos de rua custam, são mais em conta e são ótimas opções de lanches rápidos e para quem quer economizar. 

    Os restaurantes mais tradicionais vão cobrar além dos valores do prato, a gorjeta, que não é obrigatória. Os valores variam muito, pois dependem do tipo de comida, e também do valor da moeda local em relação ao local. Mas pode-se comer bem gastando entre R$30 a R$60 reais por refeição*.

    Você encontrará ótimas opções de estabelecimentos no Zócalo e em regiões com grande concentração de turistas, como a Zona Rosa.

    Cada região da cidade tem sua especialidade gastronômica, então não tenha medo de se jogar nas sugestões de cada restaurante que visitar.

    E lembre-se, se você não gosta de comida picante, já aprenda uma importante frase em espanhol: “La salsa pica?”. A fama de que a gastronomia mexicana é apimentada é real!

    *valores referentes a pesquisa em 2020

    Onde comprar na Cidade do México?

    Alguns dos maiores shoppings da América Latina estão na capital mexicana. E existem opções para todos os gostos.

    Se você procura luxo, recomenda-se o Antara Fashion Hall, um shopping ao ar livre muito bem-localizado, na região de Polanco.

    Se você, no entanto, é do time que adora uma pechincha, não deixe de visitar o Premium Outlets Punta Norte, com lojas como Adidas, Tommy Hilfiger e outras, que oferecem produtos com até 65% de desconto.

    Afastado do centro, a 20 km de distância, o Shopping Centro Santa Fé também tem lojas de renome com descontos. Você precisa avaliar se os gastos com deslocamento não vão custar sua economia.

    Moeda mexicana

    A moeda oficial do México é o Peso Mexicano (MXN), representado pelo símbolo “$” e subdividido em 100 centavos.

    Ao lidar com câmbio, é importante estar ciente das taxas de conversão. Em áreas turísticas, como hotéis e lojas frequentadas por visitantes, é comum aceitar dólares americanos. 

    Porém, vale lembrar que as taxas de câmbio oferecidas nesses locais podem não ser as mais vantajosas. Por isso, ao realizar trocas, é recomendável comparar as taxas de câmbio em casas de câmbio ou bancos para garantir um valor justo.

    O uso de dólares americanos é mais comum em notas, especialmente em valores mais altos. Moedas de dólar podem ser menos aceitas em muitos lugares, então ter notas de baixo valor, como US$1, US$5 e US$10, pode facilitar transações. 

    Ao pagar em dólares, é provável que você receba o troco em pesos mexicanos, por isso, é importante entender a taxa de câmbio utilizada para esse cálculo.

    Além disso, os caixas eletrônicos (ATMs) são uma maneira conveniente de obter pesos mexicanos durante a sua estadia. Eles são amplamente distribuídos e oferecem taxas de câmbio mais favoráveis em comparação com transações em dólares. 

    Cartões de crédito e débito também são amplamente aceitos na maioria dos estabelecimentos, proporcionando uma alternativa segura e prática para pagamentos.

    O que fazer na Cidade do México à noite?

    Cidade dos México à noite
    Fonte: Pxfuel

    Como toda metrópole, a capital mexicana tem uma grande variedade de alternativas para a vida noturna. 

    A cidade é “especialista” em baladas: você encontra muitas boates badaladas na região de Polanco, por exemplo. O público dessa região é mais refinado, não será incomum encontrar famosos por ali. 

    Para quem gosta de boates exclusivas uma opção é a 1 OAK, filial da famosa balada de Nova York. No bairro também abriga o bar The Whiskey, um ambiente moderno e concorrido, se quiser um espaço é bom chegar cedo. 

    Na região do bairro de Roma, também é possível encontrar bares famosos e descolados. Além de diversas festas culturais e tradicionais. 

    Os bairro Condesa e Zona Rosa também são famosos por seus bares sempre lotados, atraem públicos diversos e são famosos pela diversidade. 

    O centro histórico da Cidade do México também possui diversas opções de bares e baladas em seu entorno. São boas opções para quem está hospedado na região e quer aproveitar à noite em um local mais próximo. 

    Opções para se divertir à noite na Cidade do México é o que não faltam, tem para todos os estilos e gostos. Só escolher o que lhe agrada mais e se divertir!

    Sugestão de roteiro: o que fazer na Cidade do México em 2 dias?

    Com um pouco de organização, você conseguirá conhecer muitas atrações da capital do México. Mesmo assim, se terá apenas 48 horas de viagem, precisará fazer escolhas. Fique calmo, montar um roteiro de 2 dias na Cidade do México não é difícil e nós vamos te ajudar com isso!

    A região do centro histórico concentra boa parte das atrações da cidade, então pode ser uma boa ideia começar seu passeio por lá.

    Assim, poderá visitar a Catedral, o Palácio de Belas Artes e o Palácio Nacional, por exemplo.

    Aproveite para explorar os ótimos restaurantes da região do Zócalo e experimente a famosa culinária mexicana em seu cenário original.

    A tarde pode ser dedicada a um passeio pelos principais museus, como o Frida Kahlo e o MAMBO. Para fechar o dia, curta a noite na região badalada de Polanco.

    O segundo dia pode começar com um passeio pela Paseo de La Reforma e terminar com uma caminhada relaxante pelo Bosque de Chapultepec.

    Aproveite e não finalize sua viagem sem curtir uma balada agitada da noite mexicana!

    Cotação passagens aéreas para a Cidade do México

    Agora que você já sabe tudo o que te espera na Cidade do México, está na hora de encontrar passagens aéreas com os melhores preços do mercado.

    Utilize nosso comparador, o Passagens Promo, e pesquise entre diferentes companhias aéreas para garantir sua economia.

    Viajar gastando pouco e curtindo muito? De Promo você pode!


    Leia também: