Diamantina: 15 dicas de passeios turísticos na cidade histórica

Ponto de partida do roteiro pela Estrada Real, Diamantina é uma das cidades turísticas mais relevantes de Minas Gerais, mas por vezes menos prestigiada.

Nas ruas e ladeiras de paralelepípedo, os casarões, igrejas e construções, bem como a cultura local, preservam muito do legado colonial, quando a extração e mineração formavam a base econômica da região.

Quer saber mais sobre um dos cantinhos mais atraentes do estado mineiro? Entenda sobre a história e veja dicas de atrações em Diamantina antes de incluir o destino na sua rota de viagens. 

Diamantina: história, cultura e lazer

Casas em estilo colonial, igrejas que manifestam expressões artísticas do barroco e do rococó e paisagens naturais que cercam o lugar pela Serra do Espinhaço.

Definitivamente, a cidade de Diamantina é um destino capaz de satisfazer todos os gostos dos turistas.

Andar por suas ruas e vielas é como mergulhar na história da região, da mesma forma com que proporciona uma imersão na cultura mineira. Tanto que o lugar é reconhecido como Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco.

Quem visita a cidade não precisa se prender ao turismo histórico, conhecendo apenas os museus e igrejas. 

Os bares, restaurantes, lojinhas e feiras de artesanato trazem a receptividade característica do povo mineiro, enquanto as cachoeiras e trilhas afloram o espírito aventureiro. 

Portanto, não faltam motivos para preparar as malas e ir para Diamantina com o intuito de desvendar um lugar repleto de belezas cartões postais em Minas Gerais. 

Onde fica Diamantina?

Diamantina onde fica
Fonte: Wikimedia foto de Gfar33

Parte do roteiro das cidades turísticas de Minas Gerais, Diamantina está localizada na região do Vale do Jequitinhonha, ao norte de Belo Horizonte.

O município histórico está distante cerca de 300 km da capital mineira, principal acesso para visitantes de outros estados.

A região onde se localiza Diamantina é cercada ainda por pequenas cidades que tiveram influência do Ciclo do Ouro e repletas de atrativos naturais, como as vizinhas Serro e Milho Verde.

Como chegar em Diamantina?

Diamantina, em Minas Gerais, possui um aeroporto que recebe apenas voos domésticos e de maneira reduzida.

Sendo assim, turistas de outros estados devem desembarcar em Belo Horizonte, onde estão os aeroportos mais próximos.

Antes de seguir viagem, é possível aproveitar um dia ou dois na capital do estado, uma vez que existem muitas opções de atrações e do que fazer em BH.

Para chegar à Diamantina, o restante da viagem pode ser feito de ônibus ou de carro, caso o turista prefira alugar.

O melhor caminho é pegando a BR-040, no sentido Sete Lagoas. O percurso passará ainda pela BR-135, rumo à Curvelo, e pela BR-259. Vale lembrar que a distância entre Diamantina e BH é de, aproximadamente, 300 km.

Mapa turístico de Diamantina

Uma olhada no mapa de Diamantina e região torna mais fácil a programação do passeio pela cidade mineira, não é mesmo?

Note que as principais atrações se concentram no centro histórico de Diamantina, enquanto os pontos mais afastados, como o Parque do Biribiri e as cachoeiras, não ficam muito distantes.

Ofertas de voos próximos à Diamantina

Os melhores preços de passagens aéreas para Belo Horizonte
Passagens aéreas saindo de
Latam Brasil BSB Brasília CNF Belo Horizonte 20 Mai 25 Mai R$ 158 Latam Brasil GRU São Paulo CNF Belo Horizonte 19 Fev 23 Fev R$ 164 Latam Brasil CGH São Paulo CNF Belo Horizonte 15 Jan 17 Jan R$ 181 Latam Brasil SDU Rio de Janeiro CNF Belo Horizonte 14 Abr 21 Abr R$ 187 Latam Brasil CGH São Paulo CNF Belo Horizonte 05 Jan 18 Jan R$ 188 Ver mais ofertas

Planejar uma viagem com antecedência é importante na organização e na economia dentro do orçamento. 

Sabemos que as passagens aéreas estão entre os itens mais caros, mas com pesquisa e comprando no lugar certo, você pode poupar uma boa grana.

Por isso, utilize o Passagens Promo, um comparador de preços entre as principais companhias aéreas que oferece ofertas imperdíveis para os seus passeios.

Cadastre o seu e-mail e destino, ative o nosso alerta de preços e receba as melhores condições de valores e descontos incríveis para sua viagem.

História de Diamantina

Se você imaginou pelo nome que a história da cidade de Diamantina está ligada à exploração e extração de diamantes, muito bem, está correto!

Fundado em 1713, o antigo povoado de Arraial do Tejuco ganhou notoriedade com a descoberta dos diamantes, em 1729, quando passou a se desenvolver.

Era tanta riqueza concentrada que a região ficou conhecida por ter a maior lavra de diamantes do mundo ocidental no século XVIII. 

Além disso, ocupou o posto de terceira maior povoação da capitania de Minas Gerais, atrás de Vila Rica (Ouro Preto) e São João Del-Rei. A emancipação da cidade se deu em 1831.    

O que fazer em Diamantina?

Se você quer fazer turismo em Minas Gerais? Então coloque a cidade de Diamantina no seu roteiro.

Nós vamos te mostrar quais os principais pontos turísticos de Diamantina, as atrações que você não deve deixar de conhecer e algumas atividades culturais que acontecem na cidade.

1. Centro histórico de Diamantina

Diamantina Centro historico
Fonte: Wikimedia foto de Marquesrro

Marque bem este lugar no seu mapa: é no centro histórico de Diamantina, Minas Gerais, que se concentram as principais atrações para visitar na cidade.

As igrejas e casarões construídos em arquitetura colonial e preservados até os dias atuais, conferindo status de patrimônio cultural da Unesco, os museus e locais que contam a história local, as ruas mais movimentadas, tudo estará aqui.

Percorra suas ruas de pedra, se perca entre uma atração e outra, mas não deixe de contemplar o charme da região central.

Vale destacar também que é no centro histórico onde acontecem eventos culturais importantes, como a Vesperata e o carnaval de Diamantina.

2. Casa JK

Uma casa que conta parte da história do filho mais ilustre de Diamantina. 

A Casa JK foi onde viveu o ex-presidente Juscelino Kubitschek. Hoje, o espaço funciona como museu, dedicado a narrar sua vida da infância à jornada política.

Em dois casarões, o acervo possui objetos pessoais, móveis, fotos e painéis que contam a história do responsável pela idealização de Brasília.   

3. Museu do Diamante

Quem espera encontrar apenas diamantes e pedras preciosas no Museu do Diamante vai acabar surpreendido pela riqueza de conteúdo do lugar.

Dá até para dizer que a mineração e o garimpo não são as principais atrações, embora ocupem lugar relevante neste museu.

O acervo é riquíssimo, com exposições de arte sacra, objetos de séculos passados que remontam períodos da história e até materiais utilizados na tortura de escravos.

Vale muito a visita, especialmente por ter entrada gratuita.

4. Casa de Chica da Silva

Diamantina casa chica da silva
Fonte: Wikimedia foto de Raquel Mendes Silva

Marque na lista de o que fazer em Diamantina: visitar a Casa de Chica da Silva.

O casarão muito bem preservado foi onde morou Chica da Silva, escrava alforriada que ganhou ascensão social ao se casar com o contratador de diamantes João Fernando de Oliveira.

Alguns móveis e uma exposição que retrata a importante personagem estão em exibição no lugar, que reflete bem o poder das altas classes no período colonial.

5. Passadiço da Casa da Glória 

Talvez este seja o principal cartão-postal de Diamantina. O passadiço da Casa da Glória faz a ligação entre dois casarões, um de frente para o outro, na Rua da Glória.

As casas já pertenceram à igreja, funcionaram como orfanato e até um educandário feminino, o que teria motivado a construção do passadiço, para que elas fossem de um lugar para o outro sem passar pela rua.

Hoje em dia, o Instituto Casa da Glória pertencem à Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e expõe obras, objetos históricos e funciona como instituto de geologia. 

6. Mercado Velho 

Para quem deseja conhecer a cultura, artesanato e culinária locais, uma passadinha no Mercado Velho, especialmente aos sábados pela manhã, é parada obrigatória.

Também conhecido como Mercado dos Tropeiros, o lugar recebe uma feirinha no fim de semana, com venda de produtos regionais.

Você encontrará cachaças, queijos, temperos, frutas, e também artesanatos e lembranças em um dos pontos de encontro da cidade de Diamantina.

    Está gostando do conteúdo?
    Receba as melhores dicas de viagens no seu e-mail!

    Fique tranquilo, não enviamos spam!

    E-mail cadastrado com sucesso!
    A partir de agora, você receberá as melhores
    dicas de viagem diretamente no seu e-mail!

    7. Rua da Quitanda

    Bem no centro histórico de Diamantina, a Rua da Quitanda é o destino de quem deseja vivenciar a vida noturna da cidade.

    É nela que estão os restaurantes, bares e botecos bem mineiros mais frequentados. E depois de um dia turistando por este maravilhoso destino, é uma ótima parada.

    Para não falar apenas na diversão, os visitantes encontrarão hotéis e agências bancárias. E é aqui em que acontece a Vesperata, um dos principais eventos em Diamantina. 

    8. Beco do Mota 

    Outro destino que promete agitação à noite, principalmente para o público mais novo, é o Beco do Mota. 

    Bem perto da Catedral Metropolitana, a região é onde ficam os bares mais frequentados pelos estudantes universitários.

    No passado, o local era conhecido por ser um reduto de prostituição.

    9. Igrejas

    Diamantina igrejas
    Fonte: Wikimedia foto de Py4nf

    Por conta da imponente arquitetura e demonstrações de poder nos séculos passado, as igrejas de Diamantina ocupam um papel essencial no turismo do município.

    Concentradas no centro histórico, elas despertam a atenção dos visitantes. Mas vale ficar atento, pois os horários de abertura ao público são um pouco desencontrados. 

    Duas delas têm ligação com Chica da Silva: a Igreja de Nossa Senhora do Carmo, uma das mais ricas e com obras de Aleijadinho, teve a construção financiada por ela; e a Igreja de São Francisco de Assis, onde a ex-escrava foi sepultada.

    É possível perceber o contraste entre a Catedral Metropolitana de Santo Antônio, construída no século XX e mais moderna, e a Igreja de Nossa Senhora do Rosário, datada do século XVIII, financiada para a celebração dos negros.

    As simpáticas Igreja de Nosso Senhor do Bonfim e Capela Imperial de Nossa Senhora do Amparo exibem fachadas coloniais e interiores menos ostentosos.

    10. Basílica do Sagrado Coração de Jesus

    Outro templo religioso muito popular de Diamantina é a Basílica do Sagrado Coração de Jesus

    Construída entre 1885 e 1880, ela apresenta um estilo neogótico, que a difere das outras igrejas que enfeitam o município histórico em Minas Gerais.

    11. Seminário do Sagrado Coração de Jesus

    Anexo à Basílica, no Largo de São João, o Seminário Sagrado Coração de Jesus recebe alunos desde 1867 para a formação voltada ao sacerdócio.

    Entre os alunos mais famosos está o ex-presidente da República, Juscelino Kubitschek, que estudou na década de 1910.

    12. Vesperata

    Diamantina vesperata
    Fonte: Wikimedia foto de Glauco Umbelino

    Nenhuma das atividades culturais de Diamantina tem tanto prestígio quanto à famosa Vesperata.

    O evento encanta o público que enche as mesas dos bares e restaurantes e as calçadas da Rua da Quitanda para assistir apresentações musicais de artistas que se apresentam nas sacadas dos casarões.

    No meio do público, o maestro rege os músicos, que fazem parte da Banda do 3º Batalhão da Polícia Militar. Em algumas datas a Banda Mirim Prefeito Antônio de Carvalho Cruz também participa do evento. 

    Para não perder, fique atento às datas. Elas acontecem entre março e outubro, em duas noites de sábado — confira as datas antes das apresentações.

    13. Feira de Artesanato do Mercado Velho

    Você já viu que o Mercado Velho costuma ser um ponto de encontro nos sábados, quando acontece uma feirinha em que são vendidos alimentos, temperos, frutas e outros produtos.

    Mas o lugar também é ponto em que os artesãos vendem os seus trabalhos feitos em cerâmica, pedras, bordados e palha. 

    Aproveite para levar uma lembrança da cidade para casa e prestigiar o trabalho dos artistas, que também confeccionam seu trabalho no local. 

    14. Cachoeiras de Diamantina

    Entre tantas atrações que remetem à história de Diamantina e de Minas Gerais, que tal fugir para um cenário mais natural?

    Ao redor da cidade, algumas cachoeiras são um refúgio para os turistas relaxarem e se deliciarem nas águas antes de bater perna pelas ladeiras de pedra.

    No Parque do Biribiri, o acesso às cachoeiras da Sentinela e dos Cristais, mais famosas da região. Outra bastante conhecida é a Cachoeira do Telésforo, que fica no distrito de Conselheiro Mata. 

    15. Vila do Biribiri

    Diamantina parque do Bariri
    Fonte: Wikimedia foto de Denys Flores

    Simpática, a Vila do Biribiri, a cerca de 16 km do centro histórico de Diamantina, foi construída no fim do século XIX para abrigar trabalhadores de uma fábrica de tecidos. 

    Ainda existem diversas casas permanecem no distrito, mas são poucos moradores que ocupam o lugar. Ele foi tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais.

    Sua grande atração é o Parque Nacional do Biribiri, com trilhas, cachoeiras e belas paisagens naturais que os visitantes desfrutam entre os passeios pela cidade.

    Onde ficar em Diamantina?

    Se você quiser estar perto das principais atrações do município, a melhor escolha é por hotéis e pousadas localizados no centro histórico.

    Quer dicas de pousadas em Diamantina – MG, charmosas, confortáveis e bem localizadas?

    Confira a Pousada Relíquias do Tempo e a Pousada Vale do Garimpeiro, que serão ótimas opções para sua estadia. 

    Onde comer em Diamantina?

    Viajar para Minas Gerais vai além de conhecer suas belezas. Experimentar as delícias da gastronomia mineira local é obrigação de todo turista.

    O que não faltarão serão lugares para provar as cachaças, doces, um feijão tropeiro ou um franguinho com quiabo.

    Alguns dos principais restaurantes em Diamantina e opções de bares se encontram na Rua da Quitanda, coração do centro histórico. Passe pelos lugares e confira aqueles que vão te atrair pelo cheiro e pelo visual.

    Curiosidades de Diamantina

    Diamantina curiosidades
    Fonte: Wikimedia foto de Andrevruas

    Você sabia que a cidade de Diamantina é o ponto de partida da famosa rota turística da Estrada Real?

    O caminho representa o trecho percorrido pelas pedras preciosas e ouro do interior de Minas Gerais até chegar aos portos do Rio de Janeiro.

    O Caminho dos Escravos, percurso de pedra construído para a passagem do material, é hoje uma trilha muito conhecida e buscada pelos turistas que visitam o local.

    Como já falamos, Diamantina foi também palco da vida de dois ilustres personagens da história brasileira: o ex-presidente Juscelino Kubitschek, natural da cidade, e a escrava alforriada Chica da Silva.

    Suas memórias estão preservadas nas casas habitadas por estas figuras.

    Diamantina, em Minas Gerais, também é conhecida como lugar bastante musical. Além da tradicional Vesperata, as serestas são comuns e não estranhe encontrar moradores executando notas na porta dos casarões.

    Encontre passagens aéreas baratas para visitar Diamantina!

    Confira nossas promoções de passagens aéreas
    Passagens aéreas saindo de
    Latam Brasil BSB Brasília CNF Belo Horizonte 20 Mai 25 Mai R$ 158 Latam Brasil GRU São Paulo CNF Belo Horizonte 19 Fev 23 Fev R$ 164 Latam Brasil CGH São Paulo CNF Belo Horizonte 15 Jan 17 Jan R$ 181 Latam Brasil SDU Rio de Janeiro CNF Belo Horizonte 14 Abr 21 Abr R$ 187 Latam Brasil CGH São Paulo CNF Belo Horizonte 05 Jan 18 Jan R$ 188 Ver mais ofertas

    Para conhecer melhor a história das Minas Gerais e as riquezas encontradas no estado, Diamantina não pode ficar fora do seu roteiro!

    Conhecendo suas principais atrações, fica mais fácil planejar o seu passeio.

    E não se esqueça: para encontrar as passagens aéreas com os melhores preços, utilize o Passagens Promo, onde você pode comparar os valores e ter descontos incríveis para sua viagem.

    Quer desbravar as belezas de Diamantina pagando barato? De Promo você pode!


    Leia também:

    Recomendado para você
    São João del Rei: roteiro de passeios imperdíveis na cidade histórica

    São João del Rei: roteiro de passeios imperdíveis na cidade histórica

    O que fazer em Ilhabela: praias, cachoeiras, trilhas e muito mais

    O que fazer em Ilhabela: praias, cachoeiras, trilhas e muito mais

    Serra da Bocaina: o que fazer no parque nacional e arredores

    Serra da Bocaina: o que fazer no parque nacional e arredores

    Parque Nacional da Serra do Cipó: conheça esse patrimônio mineiro

    Parque Nacional da Serra do Cipó: conheça esse patrimônio mineiro

    Santo André, Bahia: pontos turísticos para relaxar na vila rústica

    Santo André, Bahia: pontos turísticos para relaxar na vila rústica

    Chapada dos Guimarães: motivos para conhecer esse paraíso!

    Chapada dos Guimarães: motivos para conhecer esse paraíso!