El Chaltén: O que fazer, quando ir, trilhas e muito mais!

El Chaltén é um destino encantador localizado na Terra do Fogo, no extremo sul da América do Sul, considerado um verdadeiro paraíso para quem gosta de atividades ao ar livre e paisagens exuberantes. 

A pequena vila tem menos de 2.000 habitantes, mas é considerada a capital do trekking na Argentina, reunindo milhares de quilômetros em trilhas pelas mais belas paisagens da Patagônia.

Como o vilarejo fica “no fim do mundo”, longe de grandes metrópoles, e não dispõe de uma infraestrutura robusta, é ainda mais essencial que o viajante faça um bom planejamento de viagem para evitar imprevistos e problemas. Veja só!

Visite a Argentina aproveitando das passagens aéreas com os melhores preços neste link!

El Chaltén: saiba tudo sobre esse destino de aventuras!

El Chaltén, Argentina, é um lugar selvagem, no sentido mais puro da palavra. Cidade mais nova do país, fundada apenas em 1985, o destino recebe viajantes do mundo inteiro interessados em suas belezas naturais.

A lista de atrações é extensa, com picos nevados, rios de água pura, lagos glaciais, amplas planícies e as imponentes montanhas da Cordilheira dos Andes por todos os lados: “prato cheio” para quem gosta de atividades ao ar livre!

A cidade tem localização estratégica e é a melhor base para quem deseja conhecer o impressionante glaciar Perito Moreno e a trilha do Monte Fitz Roy, uma das montanhas mais altas do continente.

Neste artigo, você descobre as principais informações sobre o destino: como chegar, localização, melhor época para visitar, onde se hospedar, principais atrações e muito mais. Vamos lá!

Onde fica?

Onde fica El Chaltén?
Fonte: Pxhere / CC0

El Chaltén é um dos principais destinos da Patagônia Argentina, localizada a apenas 200 km da cidade de El Calafate, às margens do rio Las Vueltas e do Lago Viedma.

Em relação à capital argentina, Buenos Aires, a distância é gigantesca: mais de 2.600 km separam as duas cidades.

Apesar de longe da capital do país, o pacato município compensa por estar cercado por parques nacionais dos Andes.

A cidade fica a 126 km do Parque Nacional Bernardo O’Higgins e a 400 km do Parque Nacional Torres del Paine, um dos principais atrativos patagônicos.

Como chegar a El Chaltén?

Embora a cidade fique longe de praticamente tudo e não tenha aeroporto próprio, é relativamente fácil chegar a El Chaltén, desde que o viajante faça uma pequena “engenharia”.

O primeiro passo é encontrar um voo do Brasil para Buenos Aires: várias companhias aéreas operam o trecho, seja em voos diretos ou com conexões, como Latam, Ethiopian e Copa.

Em seguida, será necessário embarcar rumo à Patagônia.

O aeroporto de El Calafate, a 200 km de distância do destino, recebe voos regulares a partir de Buenos Aires, operados pela Aerolíneas, com duração média de 3 horas de viagem.

    Está gostando do conteúdo?
    Receba as melhores dicas de viagens no seu e-mail!
    Fique tranquilo, não enviamos spam!
    E-mail cadastrado com sucesso!
    A partir de agora, você receberá as melhores
    dicas de viagem diretamente no seu e-mail!

    Passagens aéreas em promoção

    Viajar com economia é ótimo e possível! É só visitar nosso site de buscas, Passagens Promo, para encontrar passagens aéreas para a Argentina e qualquer destino do mundo pelo melhor preço do mercado!

    Passagens promocionais para Buenos Aires!
    Passagens aéreas saindo de

    Você só precisa digitar as datas de embarque e desembarque no destino escolhido, e pronto. 

    Nossa plataforma faz uma mega pesquisa e, em poucos segundos, te apresenta as melhores promoções para o período desejado.

    O viajante ainda tem a opção de ativar o alerta de preços, que avisará sempre que o trecho escolhido entra em promoção.

    E não deixe de seguir as redes sociais do Passagens Promo para se manter por dentro de todas as novidades do mundo das viagens!

    El Chaltén: trilhas e trekking

    Existem centenas de quilômetros de trilhas espalhadas pelos arredores da cidade: não é à toa que El Chaltén é conhecida como a capital do trekking na Argentina.

    As rotas de trekking mais famosas ficam no Parque Nacional Los Glaciares e são gratuitas, de livre acesso

    Outras são mais longas e exigem que o visitante se registre em um sistema local para percorrê-las.

    Algumas trilhas, por sua vez, ficam em propriedades particulares, que podem cobrar taxas de ingresso, como as trilhas Azul e Diablo, na Estância Los Huemules, e a trilha do Lago del Desierto, que leva até o glaciar Huemul.

    Em geral, as rotas de trekking da região são muito bem preservadas e oferecem sinalização eficiente. 

    Não é obrigatório contratar guias para percorrer nenhuma delas, a não ser que você se sinta mais seguro na companhia de um profissional.

    Além disso, existem dezenas de trilhas que levam a pontos turísticos imperdíveis, como as do Monte Fitz Roy, do Cerro Torre, da cachoeira Chorrillo del Salto e das lagunas espalhadas próximo à cidade.

    Passeio em El Chaltén

    Passeio em El Chaltén
    Fonte: Pixabay

    Um verdadeiro paraíso para ecoturistas e turistas de aventura, esta pequena cidade da Patagônia Argentina reúne atrações suficientes para encher meses de passeio.

    Ou seja, você precisará fazer escolhas difíceis para incluir os pontos turísticos que não quer perder em seu roteiro de viagem.

    De qualquer forma, uma coisa é certa: você não vai se arrepender de conhecer nenhum dos cenários da cidade mais nova da Argentina, localizada bem no coração da Terra do Fogo.

    Confira o que fazer em El Chaltén!

    Miradores Los Cóndores e Las Águilas

    A rota de trekking mais curta a partir do centro da cidade é a trilha que leva até os miradores Los Condores y Las Águilas, com 6 km de extensão, considerando-se ida e volta.

    O trajeto leva o viajante a uma grande elevação, de onde é possível contemplar não apenas a cidade, mas o imponente Monte Fitz Roy.

    Laguna Capri

    A partir do norte de El Chaltén é possível chegar à paradisíaca Laguna Capri. A trilha tem 12 km de extensão e tem vários mirantes pelo caminho, com os picos do Monte Fitz Roy como pano de fundo.

    O primeiro trecho da trilha é relativamente íngreme, mas a caminhada fica mais fácil à medida que se avança.

    Se você tiver alguma energia (e tempo) sobrando, vale a pena incluir uma visita ao mirante Fitz Roy, uma formação rochosa que oferece vista privilegiada do maciço.

    Vantagens Promo tem as melhores ofertas para você economizar na sua viagem! Encontre cupons e descontos para seguro viagem, hotel, e muito mais! Clique aqui e confira.

    Laguna Torre

    Laguna Torre
    Fonte: Pixabay

    Uma das rotas de trekking mais famosas da cidade é a da Laguna Torre, embora seja também uma das mais exigentes, com 24 km de extensão, considerando-se os trajetos de ida e volta.

    Os 3 km iniciais são os mais complicados, com forte elevação, mas o restante da trilha é mais plano.

    A trilha termina em uma lagoa glacial de águas turvas, com o imponente glaciar ao fundo do panorama.

    Laguna de Los Três e base Fitz Roy

    Você precisará de ao menos um dia de caminhada para percorrer os 26 km (13 km para cada trecho) da trilha que leva à Laguna de Los Três.

    Cada gota de suor, porém, é recompensada por um dos visuais mais bonitos de toda a Patagônia.

    A laguna de águas incrivelmente azuis fica em uma cratera rodeada por picos elevados cobertos de neve.

    Vale a pena começar a trilha cedo para ter tempo suficiente para fazer as paradas necessárias ao longo do caminho. Respeite os limites do seu corpo e não se esqueça de admirar a paisagem durante o trajeto.

    A mesma trilha que leva à Laguna de Los Três também leva à base do Monte Fitz Roy, mas o tempo é essencial para conseguir combinar os dois destinos. 

    Afinal, você não quer se perder no caminho depois que escurecer, certo? Ou seja, se possível, é melhor reservar um dia para cada uma das trilhas.

    Chorrillo del Salto

    A apenas 3 km do centrinho de El Chaltén fica a belíssima cachoeira de Chorrillo del Salto, uma charmosa cascata no rio de las Vueltas.

    A trilha é bastante fácil e agradável, recomendada até mesmo para quem não tem experiência com trekking, e pode ser uma excelente oportunidade de ter um primeiro contato com a natureza patagônica.

    Existe uma ciclovia que leva o visitante até bem perto da cachoeira, mas o final do percurso deve ser feito a pé. Basta seguir o som das águas para concluir o trajeto e se maravilhar com o cenário exuberante.

    Lagunas Madre y Hija

    Lagunas Madre y Hija
    Fonte: Littletroll / Wikimedia Commons / CC BY-SA 3.0

    Uma das trilhas mais recomendadas para principiantes, a rota das lagunas Madre e Hija fica no Parque Nacional Los Glaciares e tem cerca de 7 km de extensão, ida e volta, trajeto que pode ser percorrido em aproximadamente 2h10.

    A região é bem preservada e serve de habitat para veados da espécie Huemul, exclusivos da Patagônia, e você tem grandes chances de cruzar com os bichinhos durante o trajeto.

    A trilha é muito bem sinalizada e não requer experiência em trekking para ser percorrida.

    Lago del Desierto el Glaciar Vespignani

    Você precisará de pelo menos meio dia para conhecer a região do Lago del Desierto e os mirantes do glaciar Vespignani.

    O passeio é feito de barco, com saída do cais Punta Sur del Lago del Desierto, localizado a cerca de 40 km de El Chaltén.

    A excursão navega pelas águas turquesas do lago, rodeado pelos cerros Vespignani e Del Bosque, com picos nevados e uma exuberante floresta ao fundo.

    O guia leva os visitantes a uma reserva natural no Monte Vespignani com boa infraestrutura, com armários em que os trilheiros podem deixar seus equipamentos não-essenciais para caminhadas e banheiros.

    Em seguida, o grupo percorre uma das trilhas da região, sempre com a orientação de um guia que vai contando tudo sobre a montanha durante o trajeto.

    Piedra del Fraile

    O miradouro natural de Piedra del Fraile fica em uma reserva florestal isolada, às margens do Rio Electrico. Para chegar até lá é preciso percorrer um trecho de barco e duas horas de trilha.

    Ali, o viajante encontra uma área de camping com boa infraestrutura, mas sem sinal de telefone ou internet. Ou seja, é impossível fazer reserva com antecedência para acampar na região. 

    Mas não se preocupe: o camping sempre tem vaga para mais uma barraca e você não vai ficar na mão.

    Depois de se acomodar, é só percorrer a trilha que leva até o mirante, que garante uma das vistas mais bonitas da Patagônia, com o Fitz Roy no horizonte.

    Glaciar Viedma

    Glaciar Viedma
    Fonte: Daytours4U / Flickr / CC BY 2.0

    A única maneira de chegar ao glaciar Viedma é com os serviços de uma agência de turismo especializada. Afinal, é necessário navegar por uma hora em águas congeladas para chegar à região.

    Boa parte das agências da cidade aluga os equipamentos necessários para o passeio e você ainda pode aprender princípios básicos sobre escalada no gelo.

    O glaciar Viedma é formado por mais de 70 km de muralhas de gelo, formações rochosas, cavernas e túneis: um cenário que parece de outro mundo. Só a frente da geleira tem mais de 50 metros de altura e 2,5 km de comprimento!

    Os passeios têm, em média, duas horas de duração: alguns barcos chegam a poucos metros do paredão de gelo e a excursão inclui um trecho de trekking.

    Circuito Huemul

    Para desfrutar de uma experiência completa em El Chaltén, nada melhor que percorrer o Circuito Huemul, um roteiro de quatro dias e três noites em meio à natureza selvagem patagônica.

    A rota percorre bosques, pradarias e glaciares até chegar a uma elevação de 1.550 metros acima do nível do mar, de onde você poderá contemplar o glaciar e o lago Viedma em sua plenitude.

    Qual melhor época para ir?

    O calendário vai ser o seu melhor amigo na hora de definir quando visitar a cidade, uma vez que os invernos são absolutamente gelados na cidade, com temperaturas negativas e condições climáticas extremas.

    Nesta época, a maioria das atrações está fechada para visitação e os meios de transporte ficam bastante limitados. Nem hotéis e restaurantes abrem diante do frio que chega a -20ºC.

    Em contrapartida, o clima em El Chaltén se transforma após o inverno e fica bem mais ameno, especialmente durante o verão, de novembro a março, alta temporada na Patagônia Argentina.

    A estação mais quente do ano vem acompanhada por milhares de turistas interessados em conhecer as belezas dessa cidade encantadora, então garanta suas reservas de hospedagem e passagens aéreas com antecedência.

    Quantos dias ficar em El Chaltén?

    Quantos dias ficar em El Chaltén?
    Fonte: Unsplash

    Existem dezenas de atrações nos arredores da cidade: você pode gastar meses para conhecer tudo. 

    No entanto, mesmo que você só possa passar alguns dias em El Chaltén é possível criar um roteiro que contemple belas paisagens.

    Se você está viajando pela Patagônia e decidiu parar por três dias na cidade, pode ser uma boa ideia planejar uma trilha para cada dia, como a da Laguna Madre e Hija e a trilha da Laguna Torre, ambas indicadas para iniciantes.

    Assim, você terá conhecido tanto o Monte Fitz Roy quanto o Cerro Torre, e ainda terá um dia para conhecer o centrinho da cidade e recuperar as forças.

    Onde ficar em El Chaltén?

    Encontrar onde ficar em El Chaltén pode ser mais desafiador do que você imagina. Afinal, estamos falando de uma cidade pequena, com uma rede hoteleira limitada.

    No entanto, isso não significa que o viajante fica na mão: com um pouco de pesquisa é possível encontrar até onde ficar com economia, como o Hostel Rancho Grande.

    Você também pode desfrutar de uma experiência exclusiva de hospedagem no Parque Nacional de Los Glaciares: a luxuosa Hosteria Senderos fica a poucos metros do glaciar Perito Moreno.

    Para encontrar opções de hospedagem na Patagônia Argentina e em qualquer outro destino do mundo, visite nosso site parceiro, ElQuarto, que reúne preços exclusivos e opções com cancelamento grátis.

    Você ainda pode garantir o máximo de economia pagando suas diárias online, em reais, sem incidência de IOF!

    Compre suas passagens aéreas agora!

    Como deu para perceber, El Chaltén reúne atrações incríveis, diferentes de tudo que você já viu! Que tal conhecer o paradisíaco cenário da Terra do Fogo sem abrir mão da economia?

    Em nosso site de buscas, Passagens Promo, você só precisa digitar as datas da sua viagem, o destino escolhido e pronto, é só escolher a melhor oferta para o seu bolso.

    Viaje para Buenos Aires e visite El Chaltén!
    Passagens aéreas saindo de
    Ethiopian GRU São Paulo EZE Buenos Aires 09 Jul 23 Jul R$ 1293 Ethiopian GRU São Paulo EZE Buenos Aires 19 Jan 26 Jan R$ 1293 British Airways GRU São Paulo EZE Buenos Aires 18 Nov 21 Nov R$ 1514 British Airways GRU São Paulo EZE Buenos Aires 17 Nov 22 Nov R$ 1514 British Airways GRU São Paulo EZE Buenos Aires 17 Nov 21 Nov R$ 1514 Ver mais ofertas

    Lembre-se de acionar o nosso alerta para ficar por dentro das promoções para o destino escolhido!

    Conhecer as belezas da Patagônia Argentina sem comprometer o seu bolso? De Promo você pode!


    Continue sua leitura!

    Recomendado para você
    O que fazer em Bariloche: informações, mapa, dicas e roteiro

    O que fazer em Bariloche: informações, mapa, dicas e roteiro

    Viagem Buenos Aires: quando ir, atrações turísticas e dicas de viagem

    Viagem Buenos Aires: quando ir, atrações turísticas e dicas de viagem

    O que fazer em Buenos Aires: passeios, pontos turísticos e gastronomia

    O que fazer em Buenos Aires: passeios, pontos turísticos e gastronomia

    Cidades da Argentina: 9 destinos para conhecer pelo país

    Cidades da Argentina: 9 destinos para conhecer pelo país

    Turismo em Buenos Aires: quando ir, o que fazer e dicas de turismo

    Turismo em Buenos Aires: quando ir, o que fazer e dicas de turismo

    Ushuaia na Argentina: melhor época, dicas e passeios incríveis

    Ushuaia na Argentina: melhor época, dicas e passeios incríveis