Islândia:  clima, mapa, turismo nas cidades e mais!

Terra dos vulcões, a Islândia é um destino que atiça a curiosidade de viajantes do mundo inteiro.

O país, que já foi cenário de filmes e séries por suas paisagens incríveis coloridas pelo branco da neve, é um dos melhores lugares do planeta para ver a aurora boreal e praticar turismo de aventura.

Conhecer todas as belezas islandesas, porém, é uma tarefa árdua, que demanda boa organização por parte do turista, mas não se preocupe, pois todo o esforço com planejamento é recompensado por cenários inesquecíveis!

Vem conhecer um pouco mais sobre o país da cantora Björk, da mitologia nórdica, do frio e da qualidade de vida nas alturas.

Compre passagens aéreas com o menor preço neste link!

Islândia: o que conhecer em uma viagem pelo país?

Durante a Copa do Mundo de 2018, a seleção islandesa caiu no gosto das torcidas de todos os cantos por sua simpatia e alegria. 

Para muitos, foi naquele momento que surgiu uma pergunta importante: afinal, o que tem na Islândia?

Esse apaixonante país europeu, casa de 360 mil habitantes, é também conhecido como “terra do fogo e do gelo” graças às geleiras e aos vulcões que formam seu território, maior que Bélgica, Suíça e Países Baixos juntos.

O país oferece aos viajantes a oportunidade de conhecer gêiseres, glaciares, praias de areia preta, fontes hidrotermais e campos de lava infindáveis, além de bons museus, hotéis diferentes e uma vida noturna animadíssima.

Você talvez até reconheça alguns destinos islandeses de séries ou filmes famosos, como Game of Thrones, Batman Begins, Interestelar e muitos outros.

No entanto, não estamos falando de um país necessariamente barato para turistas brasileiros, por isso todo planejamento é bem-vindo para garantir uma viagem inesquecível e viável.

Por essas e outras, montamos esse guia sobre o destino para te ajudar a planejar sua estadia. Neste artigo, você encontrará todas as informações que precisa para o seu roteiro. Veja só!

Onde fica a Islândia?

Onde fica a Islândia?
Fonte: Unsplash

Muita gente nem sequer sabe onde fica a Islândia, esse exótico país europeu que, em muitos sentidos, parece o extremo oposto do Brasil.

O país fica no norte da Europa, na segunda maior ilha do continente (atrás apenas do Reino Unido), e é banhado pelas águas geladas do Mar do Norte por todos os lados.

A ilha está localizada no meio do caminho entre a Groenlândia e a Noruega, pertinho do Círculo Polar Ártico, então prepare-se para enfrentar temperaturas geladas em qualquer época do ano!

Mapa da Islândia

Um dos fatores que torna as viagens para o país do fogo e do gelo tão desafiadoras é sua localização: afinal, estamos falando de uma ilha que não faz fronteira terrestre com nenhum outro país.

Por isso, os deslocamentos devem ser planejados para tornar as viagens mais simples, confortáveis e econômicas.

Confira onde fica a Islândia no mapa!

Como ir do Brasil para Islândia?

Nenhuma companhia aérea oferece voos diretos do Brasil para a Islândia, mas não se preocupe, pois chegar ao país europeu não é uma tarefa complicada.

Várias capitais e cidades europeias oferecem voos até a capital islandesa, Reykjavík, como Londres, Madri, Barcelona e Frankfurt. Ou seja, você pode voar até a Europa e continuar a viagem de lá!

Você pode adquirir passagens aéreas multipaíses, que incluam todas as etapas do trajeto que você procura, em nosso site de buscas, Passagens Promo.

Dessa forma, você poderá concentrar seu planejamento em um só lugar, garantindo comodidade e conforto para a sua viagem.

Não se esqueça de cadastrar seu e-mail e ativar o alerta de preços para não perder nenhuma promoção para a Europa ou qualquer outro destino!

passagens-promo
Passagens aéreas saindo de

Qual é a história da Islândia?

A história da Islândia é mais antiga do que você pensa: a ilha surgiu há 20 milhões de anos e existem registros de sua existência desde a Antiguidade, há, pelo menos, 3.000 anos.

A colonização da ilha, no entanto, só aconteceu por volta do século IX, quando escandinavos se perderam durante uma viagem da Noruega às Ilhas Faroe e acabaram acidentalmente encontrando a “terra da neve”, ou Snæland.

A partir daí, escandinavos começaram a se instalar em diferentes pontos da ilha, formando pequenas tribos que dariam origem às cidades que existem até hoje, inclusive a capital, Reykjavík.

Esses escandinavos levaram suas crenças em divindades pagãs à ilha, mas a partir do século X se intensificou o processo de cristianização islandesa, mudando para sempre a cara do país.

Afinal, a agora cristã Islândia não tinha barreiras para negociar com o restante da Europa e, assim, garantir a prosperidade de seu povo mesmo em uma terra tão inóspita. 

Ou seja, mesmo distante geograficamente do continente, o país não estava mais isolado no Mar do Norte.

Nos séculos seguintes, a ilha continuou a se desenvolver, e nem mesmo a Segunda Guerra Mundial foi capaz de frear o crescimento islandês.

Desde então, a ilha cresceu e se desenvolveu, chegando ao posto de sexto país com melhor qualidade de vida do planeta!

Como é a qualidade de vida na Islândia?

Como é a qualidade de vida na Islândia?
Fonte: Stocksnap / CC0

Com o passar dos tempos, morar na Islândia tornou-se sinônimo de qualidade de vida. 

Nem mesmo as temperaturas geladas são capazes de diminuir o conforto das pessoas, que podem contar com edifícios aquecidos, sistemas de transporte climatizados e outras comodidades que amenizam o frio.

Embora a crise econômica de 2008 tenha freado em parte o crescimento econômico islandês, o país se destacou pela recuperação acelerada e pelo fomento ao emprego.

Hoje, mais de 80% dos islandeses entre 16 e 74 anos estão empregados em atividades remuneradas.

Além disso, a ilha é um lugar extremamente seguro, com índices de criminalidade quase nulos, onde os cidadãos têm acesso a educação e saúde de qualidade.

Não é mera coincidência que o país seja o detentor do sexto melhor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do mundo!

Quanto custa viver na Islândia?

Tantos serviços públicos não saem de graça e, por isso, a ilha não é exatamente um lugar barato para se viver: na verdade, é um dos países mais caros para morar no mundo!

Quem vive sozinho, por exemplo, deve dispor de uma renda mensal de, no mínimo, entre 950 e 1.300 euros para conseguir custear despesas com moradia, alimentação e contas básicas, como luz e internet (em novembro/2021).

Em contrapartida, os cidadãos islandeses podem usufruir de um sistema de saúde gratuito e de alto padrão, bem como de educação pública de qualidade.

O que fazer na Islândia

As paisagens islandesas são capazes de oferecer atrativos para todos os públicos: vulcões e montanhas para turismo de aventura, cidades históricas, fiordes, geleiras, cachoeiras, fontes termais e muito mais.

Confira o que tem na Islândia!

Reykjavik

Reykjavik
Fonte: Unsplash

Reykjavik é a colorida capital da Islândia, conhecida pelas casas de telhados com cores vivas que rendem fotos incríveis e pelo centro histórico preservado, que guarda heranças do período medieval.

Embora seja a maior cidade do país, Reykjavik (pronuncia-se “Reiquiavique”) tem “cara” de cidade interiorana, sem grandes edifícios ou trânsito caótico.

A cidade também já entrou nos noticiários por conta dos vizinhos Fagradalsfjall e Eyjafjallajökull, listados entre os vulcões mais ativos do mundo, cujas constantes erupções já causaram a interrupção de voos por toda a Europa.

Durante seu passeio pela capital islandesa, não deixe de visitar a igreja luterana Hallgrímskirkja, que oferece vista panorâmica da cidade, bem como a Ópera Harpa, considerada uma das obras-primas da arquitetura local.

O parque Tjörnin e a espetacular cachoeira Seljalandsfoss, por sua vez, são atrativos imperdíveis para quem gosta de atividades ao ar livre.

Lago Myvatn

Para muitas pessoas, é no lago Myvatn, um dos pontos mais ativos de atividade vulcânica no mundo, que estão as mais belas paisagens de todo o país.

A região é bastante procurada por alpinistas e praticantes de esportes radicais, especialmente trekking, graças às trilhas que levam a crateras vulcânicas e mirantes de beleza inigualável.

O cenário é tão inóspito e desafiador que foi no lago Myvatn que aconteceram sessões de treinamento de astronautas que iriam à lua no Projeto Apollo, na década de 1960.

Ali, os visitantes podem se banhar em águas que brotam da terra a 40ºC: o lago termal tem propriedades terapêuticas, desde que você não se importe com o cheiro de enxofre típico de fontes vulcânicas.

No inverno, a paisagem fica ainda mais paradisíaca, pois o espetáculo de cores da aurora boreal costuma aparecer nas noites mais frias, colorindo o céu com suas luzes.

Parque Nacional de Ásbyrgi

Fica no extremo norte do país o Parque Nacional de Ásbyrgi, cujo nome significa “Refúgio dos Deuses”, já dando uma dica do que o visitante encontra por lá.

Chega-se ao parque por meio de um cânion em formato de ferradura, formado por milhões de anos de ação do vento e da água sobre a rocha, ou, como diz a lenda, pelo cavalo do poderoso deus Odin.

Entre os paredões de pedra correm as águas de um lago verde-esmeralda, margeado por um bosque lindo, onde os islandeses acreditam que vivem fadas, duendes e outras criaturas mágicas.

O parque oferece ao visitante diversas trilhas em meio à natureza, incluindo trechos mais longos.

De qualquer forma, se o seu tempo no país é curto e você não pode ficar muitos dias a explorar as belezas do Parque Nacional de Ásbyrgi, vale a pena ao menos fazer o roteiro mais curto, que leva até o lago.

Godafoss

Godafoss
Fonte: Pixabay

Se o Brasil tem as Cataratas do Iguaçu, a terra do fogo e do gelo tem Godafoss, ou “Cascata dos Deuses”, por onde as águas azuis do rio Skjálfandafljót despencam a mais de 12 metros de altura.

Embora a altura não seja muito impressionante, a força da água definitivamente é espantosa, representando bem toda a força da natureza na ilha.

Os viajantes podem contar com boa infraestrutura durante a sua visita: o complexo Godafoss inclui estacionamento, lanchonete e até um pequeno mercado. 

Se você tiver um pouco de sorte, poderá até avistar a aurora boreal durante a sua visita.

Aurora Boreal

Poucos lugares do mundo são tão propícios para observar a aurora boreal quanto a Islândia!

Por toda a ilha, especialmente no inverno, o show de luzes colore o céu noturno, encantando até mesmo quem já está acostumado com o fenômeno.

Essa bela dança de cores só é possível graças a uma conjunção especial de fatores, como temperatura, condições da atmosfera e atividade de ventos solares, situações comuns no território islandês até mesmo no verão.

Não é coincidência, portanto, que a ilha seja um dos poucos lugares do mundo em que é possível contemplar a aurora boreal em qualquer época do ano.

Lagoa Azul

Em um país em que os termômetros não ultrapassam os 10ºC, parece improvável que as pessoas sintam-se dispostas a tomar banhos ao ar livre, certo? Mesmo assim, é exatamente isso que acontece na Lagoa Azul.

Esse spa ao ar livre fica em um campo de lava a apenas 40 minutos de Reykjavik, onde a água do Mar do Norte atinge temperaturas de quase 40ºC.

Por isso, não é incomum encontrar banhistas se aventurando nas águas termais em meio à fumaça gerada pelo choque de temperaturas!

Quem deseja visitar a Lagoa Azul deve desembolsar entre 55 e 92 euros, a depender da data da viagem. De qualquer forma, a visita vale cada centavo, pois estamos falando de um dos lugares mais bonitos de todo o país!

Landmannalaugar

Landmannalaugar
Fonte: Pixabay

Verdadeiro paraíso para quem gosta de cachoeiras e paisagens naturais, Landmannalaugar é uma região ao sul da ilha cuja beleza selvagem é digna de cartão-postal.

Ali, o cenário é formado por fontes de águas termais a mais de 38ºC, lagos e cascatas de água cristalina, onde é possível se banhar, desde que você esteja disposto a enfrentar o frio depois de sair da água!

Círculo Dourado

Roteiro mais popular de turismo na ilha, o Círculo Dourado abriga as principais atrações islandesas, bem pertinho da capital!

Uma das atrações mais famosas da rota é o Thingvellir, um parque nacional muito preservado, onde foi formado o primeiro parlamento do mundo, durante a Antiguidade!

Em seguida, o roteiro leva o viajante até Geysir, um campo de gêiseres que brotam da terra a temperaturas elevadíssimas.

A pouco mais de 10 km de Geysir fica a majestosa cachoeira Gullfoss, acessível por uma trilha simples e considerada uma das mais belas cascatas de toda a Europa!

Islândia: turismo

Islândia: turismo
Fonte: Pexels

Quem vai visitar um país diferente precisa caprichar no planejamento da viagem para minimizar os riscos de imprevistos e garantir a melhor experiência de viagem possível.

Nesse sentido, reunimos algumas dicas preciosas para seu roteiro islandês, veja só!

Como é o clima na Islândia?

Escolher bem a data da sua viagem é fundamental para aproveitar a ilha tanto quanto possível. Afinal, estamos falando de um dos lugares mais gelados do mundo, onde as temperaturas não ultrapassam os 10ºC!

O verão é a alta temporada no país: de junho a agosto, os dias têm 21 horas de luz do sol e as temperaturas estão um pouco mais confortáveis, o que acaba atraindo muitos turistas de outros cantos da Europa e do mundo.

Se você está se perguntando quando ir para Islândia ver aurora boreal, é melhor programar sua viagem para o rigoroso inverno islandês, de novembro a fevereiro, quando chove bastante e os termômetros ficam entre -4ºC e 3ºC.

Seguro viagem para a Islândia

A ilha dispõe de um sistema de saúde público de alto padrão e gratuito, mas que não oferece atendimento para estrangeiros.

Por isso, é obrigatório contratar um seguro viagem antes de embarcar para o país, que faz parte do chamado Espaço de Schengen.

O turista deve contar com a proteção de um seguro viagem com cobertura mínima de 30 mil euros para despesas médico-hospitalares: uma exigência feita por praticamente todos os países europeus.

Por isso, antes de fazer suas malas você deve visitar o buscador Melhor Seguros para adquirir seu seguro viagem obrigatório pelo menor preço do mercado!

Você pode até comparar diferentes serviços e ofertas simultaneamente, além de ter a oportunidade de contratar coberturas adicionais e planos especializados, como turismo de aventura, ecoturismo, proteção para gestantes e idosos, entre outros.

Islândia: moeda

Você provavelmente vai precisar correr para a casa de câmbio assim que desembarcar, pois você dificilmente conseguirá utilizar euros ou dólares.

A moeda oficial da ilha é a coroa islandesa (ISK), que, em cotação feita em 23 de novembro de 2021, era o equivalente a R$ 0,04.

Vale a pena deixar para trocar seu dinheiro em uma das casas de câmbio de Reykjavik, onde você pode conseguir cotações mais vantajosas.

Qual a língua que se fala na Islândia?

O idioma da Islândia é o complicado islandês, que se originou no idioma nórdico antigo e é conhecido por palavras longas, cheias de consoantes e com pouquíssimas vogais.

De qualquer forma, você não precisa sair correndo para aprender a falar islandês, pois a maioria dos habitantes da ilha consegue se comunicar em inglês fluentemente.

Promoção de passagens aéreas para a Islândia

Faça agora mesmo a cotação de passagens aéreas baratas para a Islândia: é só fazer a sua pesquisa no Passagens Promo para encontrar as melhores ofertas!

O viajante só precisa digitar as cidades de origem e destino, selecionar as datas da viagem e escolher a oferta que cabe no seu bolso.

Não se esqueça de incluir seu e-mail no alerta de preços para não perder nenhuma promoção para o destino dos seus sonhos! 

Quer conhecer um dos países mais impressionantes do mundo com economia? De Promo você pode!

passagens-promo
Passagens aéreas saindo de
Azul CPV Campina Grande REC Recife 03 Out 17 Out R$ 250 Gol CNF Belo Horizonte GIG Rio de Janeiro 08 Nov 11 Nov R$ 264 Gol CNF Belo Horizonte GRU São Paulo 31 Out 02 Nov R$ 265 Gol GRU São Paulo CNF Belo Horizonte 02 Out 30 Out R$ 265 Gol GIG Rio de Janeiro CNF Belo Horizonte 25 Nov 29 Nov R$ 270 Ver mais ofertas

Veja também: