Lago Titicaca: O que fazer no mítico lago e arredores?

Do alto dos Andes, o Lago Titicaca é um lugar que surpreende sob qualquer perspectiva. Afinal, ali quase tudo tem significado sagrado para vários povos, dos incas aos peruanos modernos.

Reza a lenda que o Deus Sol orientou seus filhos a encontrar o lugar perfeito para estabelecer seu povo, e foi assim que a civilização inca se instalou em uma das ilhas do mítico lago, até a chegada dos espanhóis, no século XVI.

Não é difícil entender por que os incas se encantaram com a região.

Lago navegável mais alto do mundo, a quase 4.000 metros acima do nível do mar, o Titicaca se espalha por uma área de 8.300 km² e nada menos que 175 km de comprimento.

A paisagem encantadora da maior cadeia de montanhas do continente, o misticismo e uma história tão rica só poderiam gerar grande interesse turístico: quase 3 milhões de pessoas visitam o lago todos os anos.

Para te ajudar a planejar uma viagem inesquecível para um dos lugares mais icônicos de toda a América, criamos um guia completo, com todas as informações que você precisa para montar seu roteiro. Vamos lá!

Passagens aéreas para os aeroportos do Peru com os melhores preços neste link!

Lago Titicaca: como ir, o que fazer, curiosidades e mais!

Em meio ao azul escuro das águas do Titicaca, escondem-se sítios arqueológicos, ilhas sagradas e uma cultura viva, diferente de tudo que você já viu por aí.

Afinal, onde mais seria possível testemunhar homens e mulheres jogando futebol com vestes típicas peruanas, experimentar delícias criadas por uma das civilizações mais antigas da América ou desfrutar da paisagem a quase 4.000 m de altitude?

Tudo sobre o Titicaca parece feito para conquistar os visitantes, inclusive cada uma de suas ilhas e vilas.

Os nativos compreendem a importância do turismo para suas vidas e investem em atender bem os visitantes que chegam para conhecer o lago sagrado.

Você não vai encontrar hotéis luxuosos ou restaurantes chiques, mas vai dormir com conforto e comer com generosidade em um dos lugares mais incríveis do continente.

Duas coisas são certas quando estamos falando do Titicaca: é difícil não se apaixonar pelo mítico lago e nada é mais essencial do que caprichar no planejamento de viagem para que tudo corra como planejado.

Nessa tarefa, você pode contar com nossa ajuda. Neste artigo você encontra tudo que precisa saber antes de fazer suas malas: as principais atrações, onde fica, como chegar, a melhor época para viajar e muito mais. Veja só!

Onde fica o Lago Titicaca?

Onde fica o Lago Titicaca?
Fonte: Pxhere / CC0

O altiplano dos Andes peruanos é o endereço do segundo maior lago da América do Sul, o “lago dos Pumas de Pedra” dos incas, na fronteira do Peru com a Bolívia.

Localizado na cidade de Puno, a quase 1.300 km da capital, Lima, o lago é alimentado por 25 rios, chuvas constantes durante o ano inteiro e água das geleiras andinas, chegando à profundidade de até 280 metros em alguns pontos.

A altitude do Lago Titicaca chega a quase 4.000 metros acima do nível do mar, o que significa que poucos lagos estão “acima” do lago inca. Literalmente.

Na prática, isso significa que o viajante precisa se adaptar ao ar rarefeito e pode sentir alguns sintomas do mal de altitude, então respeite os limites do seu corpo, descanse bastante e mantenha-se sempre bem alimentado e hidratado.

Como chegar?

A maneira mais fácil de chegar à região é de avião. Existe um pequeno aeroporto na cidade de Juliaca, a apenas 30 km de Puno, que recebe voos a partir de Lima ou Cusco.

A capital peruana recebe voos diretos da Latam, além de voos com conexões das companhias aéreas Delta e Argentinas a partir do Brasil.

O Aeroporto Internacional Velazco Astete, em Cusco, por sua vez, recebe voos com uma ou duas paradas a partir do Brasil.

Se você deseja combinar Machu Pichu com uma visita ao lago, também é possível fazer o trajeto por terra. A distância entre Cusco e Lago Titicaca é de aproximadamente 390 km, ou 6h30 de ônibus pelas estradas peruanas.

    Está gostando do conteúdo?
    Receba as melhores dicas de viagens no seu e-mail!
    Fique tranquilo, não enviamos spam!
    E-mail cadastrado com sucesso!
    A partir de agora, você receberá as melhores
    dicas de viagem diretamente no seu e-mail!

    Mapa

    Para te ajudar a montar um roteiro de viagem eficiente e completo, que inclua as atrações mais imperdíveis do Titicaca, preparamos um mapa da região. Veja só!

    Passagens aéreas em promoção 

    As passagens aéreas estão entre os itens mais caros de qualquer viagem internacional, mas com um bom planejamento de viagem e reserva de passagens com antecedência é possível, sim, economizar.

    Recomendamos uma visita ao nosso site de buscas, Passagens Promo, para encontrar o momento mais barato para viajar: basta digitar as cidades de origem e destino, selecionar as datas da viagem e escolher a melhor opção para o seu bolso.

    Passagens aéreas para visitar o Lago Titicaca, no Peru!
    Passagens aéreas saindo de

    Você ainda pode ativar o alerta de preços para receber notificações por e-mail sempre que o trecho desejado entrar em promoção!

    Faça uma simulação gratuita para descobrir o momento mais barato para viajar!

    Qual a salinidade do Lago Titicaca?

    As águas do lago são limpas e relativamente saudáveis, com temperaturas que variam entre 11ºC e 14ºC a depender da profundidade.

    Além disso, outro aspecto chama a atenção no Lago Titicaca: salinidade. 

    Embora não tenha águas tão salgadas quanto o Mar Morto, em Israel, ou os lagos do Salar de Uyuni, na Bolívia, o lago dos incas também é “temperado”.

    Os índices de salinidade, porém, são modestos, o que é uma excelente notícia para os moradores da região: boa parte das 40 ilhas ao redor do lago tratam sua água para torná-la potável.

    O que fazer nos arredores do Lago Titicaca?

    O que fazer nos arredores do Lago Titicaca?
    Fonte: Pixabay

    Existem mais de 40 ilhas e diversos vilarejos charmosos espalhados pelas proximidades do lago, tanto no lado boliviano quanto no território peruano, com atrações suficientes para encher semanas de viagem.

    Para te ajudar a selecionar os atrativos que não podem ficar de fora do seu roteiro, criamos uma seleção com os passeios mais imperdíveis.

    Confira o que fazer no Lago Titicaca!

    Visitar Puno

    Endereço oficial do lago navegável mais alto do mundo, a cidade de Puno é um charme só, embora seja um lugar quase primitivo.

    Não se engane: o vilarejo não tem a mesma infraestrutura que Lima ou Cusco, tem construções mais rústicas e é um lugar mais simples. Nada disso, porém, tira o brilho dessa pacata cidade com 130 mil habitantes.

    Ali, os viajantes encontram um centrinho colonial rico em história, com museus e monumentos que remetem aos incas, além de alguns bons restaurantes, dezenas de agências turísticas e muitos passeios de barco para conhecer o lago.

    Ilhas Flutuantes de Uros

    Ilhas Flutuantes de Uros
    Fonte: Danielle Pereira / Flickr / CC BY 2.0

    As ilhas de Uros ficam a cerca de 6 km de Puno e são, provavelmente, diferentes de tudo que você já viu.

    Essas ilhas flutuantes são artificiais, construídas com inúmeras camadas de “totora”, um tipo de junco que nasce nos pontos mais rasos do lago e é utilizado para praticamente tudo: desde a base das ilhas até a construção de casas.

    Cada ilha tem apenas alguns metros quadrados de extensão e serve de lar para até 10 famílias do povo uroaymara.

    O chão, sempre fofo, é substituído de tempos em tempos: à medida que a camada de totora mais ao fundo apodrece, novas camadas superiores são feitas.

    Cada visitante que chega a Uros é recebido pelo “chefe da ilha”, que comanda uma visita guiada e explica como é o dia a dia de quem vive ali. Em seguida, os turistas são convidados para navegar em um barco produzido com totora.

    Uma pequena feira de artesanato improvisada encerra o passeio: aproveite para garantir alguns souvenires de um dos lugares mais incríveis da América do Sul.

    Vantagens Promo tem as melhores ofertas para você economizar na sua viagem! Encontre cupons e descontos para seguro viagem, hotel, e muito mais! Clique aqui e confira.

    Ilha Taquile

    A ilha Taquile tem apenas 7 km² de área e é o lar de mais de 2 mil pessoas, mas visitar o local pode ser um desafio para quem não está com o preparo físico em dia.

    Para chegar até o coração da ilha, o visitante precisa encarar 560 degraus, tarefa dificultada pelo ar rarefeito a quase 4.000 metros de altitude. 

    Passo após passo, com ou sem a ajuda das tradicionais folhas de coca, o segredo é caminhar sem pressa, respeitando os limites do seu corpo.

    O visual do alto da ilha, acredite, compensa todo o esforço: a partir do topo, o viajante consegue contemplar quase toda a extensão do Lago Titicaca e a onipresente Cordilheira dos Andes ao fundo.

    Ilha Amantani

    Pertinho da ilha Taquile fica a ilha de Amantani, bem maior do que a “irmã” e lar de mais de 4.000 pessoas. 

    A principal atração ali é a história: a ilha abriga ruínas datadas da pré-história e do auge da civilização inca.

    Como a Amantani dispõe de uma infraestrutura mais completa em comparação às outras ilhas, muitos viajantes optam por passar a noite ali, aprendendo mais sobre o modo de vida e a rica gastronomia dos nativos.

    Ilhas do Sol e da Lua – Bolívia

    ilhas do Sol e da Lua - Bolívia
    Fonte: Pxhere / CC0

    As ilhas do Sol e da Luna são as grandes estrelas do lado boliviano do Lago Titicaca, onde você pode contemplar ruínas de diversas civilizações pré-colombianas, inclusive incas.

    Um verdadeiro paraíso para quem gosta de sítios arqueológicos, as ilhas surpreendem pela excelente infraestrutura turística, com bons hotéis, restaurantes e lojas, além de belas paisagens, sempre com as águas azuis do Titicaca no horizonte.

    Se você gosta de trekking e esportes de aventura, não deixe de percorrer as trilhas que levam a mirantes naturais para apreciar os picos nevados da Cordilheira dos Andes.

    Sillustani

    Quem quer aprender mais sobre a civilização inca vai gostar de conhecer Sillustani, cidade que abriga o principal sítio arqueológico na região do Titicaca.

    Várias agências turísticas oferecem passeios de Puno a Sillustani, levando os viajantes até as “chullpas”, imensas torres funerárias que chegam a 12 metros de altura espalhadas pelo altiplano.

    As torres serviam de sepulcro para a elite do povo colla, civilização que acabou absorvida pelos incas no século XV.

    A riqueza arqueológica não é o único atrativo da região. A cidade também abriga o charmoso lago Umayo, bem menor do que o Titicaca, mas também belíssimo.

    Ali é possível encontrar aves andinas de várias espécies e plantas que não existem em nenhum outro lugar do mundo!

    Ruínas incas e tiwanakus

    Além das heranças deixadas pela civilização inca, você pode aproveitar a sua visita para conhecer uma das atrações mais incríveis do Lago Titicaca: ruínas tiwanakus.

    Os tiwanakus viveram na região durante a pré-história e deixaram uma cidade inteira de legado para o futuro. 

    Tombada como Patrimônio Mundial pela Unesco, a região é considerada o berço da civilização americana, com construções que variam entre 300 mil e 20 mil anos de história.

    A antiga cidade não é muito grande, mas impressiona pelo excelente estado de conservação: os conquistadores espanhóis se encantaram com as ruínas no século XVI e fizeram o possível para protegê-la durante os esforços de colonização.

    As ruínas ficam no lado boliviano do Titicaca, a 190 km de Puno e a apenas 75 km da capital boliviana, La Paz.

    Lago Titicaca: curiosidades

    Lago Titicaca: curiosidades
    Fonte: Pixabay

    Ao redor do mundo inteiro existem, pelo menos, 20 corpos de água que ficam a altitudes mais elevadas que os quase 4.000 metros do Titicaca: nenhum deles, porém, é tão grande e profundo quanto o lago dos incas.

    Embora a localização oficial do “lago dos pumas de pedra” seja a cidade peruana de Puno, o Titicaca, na verdade, é um lago binacional: a fronteira do Peru com a Bolívia passa “por dentro” das águas, dividindo o lago praticamente ao meio.

    No lado peruano, o lago é protegido desde a década de 1970 pela Reserva Natural do Lago Titicaca, que se estende entre as cidades de Huancané, Ramis e Puno, além das ilhas Toranipata, Santa Maria e Huaca Huacani.

    Quando visitar o Lago Titicaca?

    A primeira coisa que você deve ter em mente ao planejar uma viagem para conhecer o lago é o clima: pode chover praticamente o ano inteiro no Titicaca.

    Dito isso, recomenda-se evitar a viagem entre os meses de novembro e março, auge do período chuvoso na região.

    Para curtir sua estadia ao máximo, vale a pena viajar entre junho e julho, quando chove menos e os passeios ao ar livre ficam mais fáceis.

    Mochilão Lago Titicaca

    Mochilão Lago Titicaca
    Fonte: Pixabay

    A localização do Lago Titicaca, bem na fronteira do Peru com a Bolívia, é ideal para quem deseja encarar um mochilão pela América do Sul.

    Afinal, basta atravessar o lago ou percorrer suas margens para chegar a outro país andino.

    Além disso, o Chile também está por perto, o que significa que, com um bom planejamento, é possível conhecer até três países em um único roteiro sem abrir mão da economia! Veja só!

    Chile

    Já imaginou combinar a paisagem montanhosa do Titicaca com praias banhadas pelas águas azuis do Oceano Pacífico? Então inclua o balneário de Arica, no Chile, em seu roteiro: a cidade praiana fica a apenas 425 km de Puno.

    A 370 km do lago, por sua vez, está localizado o Parque Nacional Lauca, tombado como Reserva Mundial da Biosfera, onde você poderá contemplar paisagens pré-andinas e conhecer um pouco mais sobre as origens geológicas sul-americanas.

    Peru

    Além da cidade de Puno e das ilhas ao redor do lago, você pode aproveitar sua viagem para conhecer outros destinos peruanos, como os sítios arqueológicos de Machu Pichu e Sillustani.

    A charmosa cidade de Arequipa fica a apenas 290 km, enquanto as praias de Boca del Río estão a 410 km de distância.

    Bolívia

    Muitos viajantes incluem a Bolívia em seu roteiro pelo Titicaca. Afinal, parte do lago está em território boliviano, a menos de 150 km da capital, La Paz.

    Às margens do lago, aproveite para conhecer a Isla del Sol, o vilarejo de Copacabana e a Isla de la Luna.

    Compre suas passagens agora com o menor preço!

    O Lago Titicaca está esperando por você. Que tal conhecer um dos lugares mais incríveis da América do Sul com economia?

    Visite nosso site de buscas, Passagens Promo, e faça agora mesmo a sua cotação de passagens aéreas mais baratas: é só digitar as cidades de origem e destino, incluir as datas da viagem e escolher a melhor promoção para o seu bolso!

    Passagens aéreas para visitar o Lago Titicaca, no Peru!
    Passagens aéreas saindo de
    Copa GRU São Paulo LIM Lima 07 Fev 14 Fev R$ 2282 Copa GRU São Paulo LIM Lima 14 Jan 23 Jan R$ 2410 Latam Brasil POA Porto Alegre LIM Lima 23 Out 31 Out R$ 2473 Latam Brasil GRU São Paulo LIM Lima 03 Nov 17 Nov R$ 2576 Copa GRU São Paulo LIM Lima 29 Set 12 Nov R$ 2652 Ver mais ofertas

    Não se esqueça de acionar o alerta de preços para ser notificado quando o trecho desejado sofrer alteração de valor e siga as redes sociais do Passagens Promo para se manter por dentro das novidades do mundo das viagens!

    Conhecer as belezas do altiplano e do lago navegável mais alto do mundo com economia? De Promo você pode!


    Continue sua leitura!

    Recomendado para você
    Comida boliviana: história, principais pratos e dicas de viagem

    Comida boliviana: história, principais pratos e dicas de viagem

    O que fazer na Bolívia: lugares imperdíveis, cidades e turismo

    O que fazer na Bolívia: lugares imperdíveis, cidades e turismo