Marrakesh: conheça a capital do Marrocos e seus maiores atrativos!

A colorida Marrakesh é considerada por muitos o melhor destino do Marrocos e um dos melhores de toda a África.

Nos limites das muralhas de Medina, a Cidade Vermelha parece um retrato do mundo árabe do passado, com suas construções terracota e ocre, seus encantadores de serpentes e suas carruagens.

Do outro lado das muralhas, o contraste é chocante: arranha-céus, shoppings de alto padrão, vida noturna badalada e avenidas largas convidam o viajante a conhecer o lado cosmopolita do Marrocos.

Por essas e outras, vale a pena caprichar no planejamento de viagem para conhecer esse apaixonante destino africano, e nós vamos te ajudar nessa missão. Confira!

Compre passagens aéreas com o menor preço neste link!

Conheça a cidade de Marrakesh: melhores passeios e dicas!

Oferecendo uma mistura entre o presente e o passado, Marrakesh, Marrocos, é uma daquelas cidades que não apresentam outra alternativa ao viajante senão se apaixonar.

Quase 1 milhão de pessoas vivem na antiga cidade imperial marroquina, por onde passam mais de 3 milhões de turistas todos os anos.

O que atrai tanto interesse estrangeiro? Uma mistura de história, arquitetura, cultura e boa gastronomia!

O suntuoso Palais Bahia salta aos olhos no horizonte graças ao seu estilo arquitetônico marroquino-andaluz, que logo lembra o visitante de que a Europa está logo ali, do outro lado do estreito de Gibraltar.

A construção do século IX é uma das mais famosas da cidade, e fica ao lado do Palácio El Badi e da Madraça Ben Youssef, obras-primas do século XVI.

Mas não se engane: o verdadeiro coração da cidade reside nos limites da amuralhada cidade antiga, a Medina, onde tudo acontece.

Tombada como Patrimônio da Humanidade pela Unesco, a cidade amuralhada é o endereço da espetacular praça Jemaa-El-Fna.

À noite, a paisagem se transforma e a região sedia uma popular feira gastronômica, onde é possível experimentar os melhores sabores da região.

Os visitantes ainda podem visitar mesquitas, jardins, palacetes, fortalezas e os bairros mais recentes da cidade, como o moderno Guéliz e o distrito judeu Mellah.

Ou seja, tem muita coisa para fazer e, se o seu tempo está contado na cidade, é melhor fazer um roteiro para não deixar nada para trás.

Onde fica Marrakech?

Onde fica Marrakech?
Fonte: Pexels

A cidade de Marraquexe, Marrakech ou Marrakesh, pois as três grafias são corretas, fica no centro-sudoeste do Marrocos, um dos maiores países do norte da África.

Pouco menor que Belo Horizonte (MG), a cidade marroquina está localizada em uma região desértica, quase no sopé da Cordilheira Alto Atlas, a mais alta do norte africano.

O Aeroporto de Marrakech-Menara, que recebe voos internacionais (incluindo os com conexões a partir do Brasil), fica a apenas 6 km do centro da cidade.

Que tal aproveitar sua visita para conhecer as vizinhas Casablanca (240 km), Rabat (320 km) ou Fez (530 km)?

Mapa de Marrakech

A antiga cidade marroquina é uma excelente opção de passeio para quem está explorando a região da Península Ibérica. Menos de 20 km separam a Europa do Norte da África, pelo Estreito de Gibraltar.

Confira agora no mapa de Marrakech!

Qual é a capital do Marrocos?

Se você deseja aproveitar o seu roteiro Marrakesh para conhecer a capital do Marrocos, é melhor incluir a cidade de Rabat em seus planos.

Esse apaixonante destino tem mais de 2.000 anos de história e muitas atrações incríveis, como o Forte Casbá dos Udaias, a Torre Hassan, as Ruínas de Chellah, o Palácio Real (onde vive o rei Maomé VI de Marrocos) e muito mais!

Quando ir para o Marrocos?

Escolher bem a data para visitar Marrakesh é extremamente importante, especialmente se você deseja evitar o calor acima de 40ºC que assola a cidade durante boa parte do ano.

Por isso, é recomendado que os estrangeiros não marquem suas viagens entre maio e outubro, quando o calor é intenso e atrapalha atividades simples, como caminhar pelas ruas no período da tarde.

O inverno, por sua vez, pode ser relativamente frio na cidade, com mínimas de 5º e máximas de 23ºC, entre novembro e março.

Se você não quer saber de frio, nem de calor ao extremo, a melhor alternativa é viajar entre abril e meados de maio.

Em relação à chuva, você não tem com o que se preocupar: Marrakesh é uma das cidades mais secas do mundo, onde o sol brilha por mais de 330 dias no ano.

Passagens aéreas em promoção para Marrakesh!

Você pode começar a montar o seu planejamento de viagem para Marrakesh agora mesmo, sem sair de casa: é só contar com o Passagens Promo para encontrar passagens aéreas mais baratas.

O primeiro passo é digitar as cidades de origem e destino. Em seguida, apontar quais as datas de ida e volta da sua viagem. Por fim, basta escolher qual a melhor oferta para o seu bolso!

Nossa plataforma te ajuda a encontrar o momento mais barato para viajar com o recurso gratuito de economia nos próximos dias. 

Não se esqueça de cadastrar seu e-mail no alerta de preços para não perder nenhuma promoção para o Marrocos!

O que fazer em Marrakesh

Tradicional e moderna, a antiga capital marroquina é um destino como poucos, onde é possível contemplar uma janela para o passado e curtir a excelente infraestrutura do presente.

Confira o que fazer em Marrakesh!

Jemaa-El-Fna 

Jemaa-El-Fna
Fonte: Boris Macek / Wikimedia Commons / CC BY-SA 3.0

O melhor ponto de partida para seu roteiro pela cidade é a Jemaa-El-Fna, uma praça famosa em Marrakech onde acontece de tudo!

O espaço chama a atenção dos turistas por mostrar tradições milenares do Marrocos, como os encantadores de serpente, adestradores de macacos, tatuadores que utilizam henna e outras figuras quase folclóricas da realidade marroquina.

A praça fica bem ao lado da Medina e também funciona como uma feira a céu aberto, com incontáveis barracas que vendem de tudo, como roupas, acessórios, itens de decoração e até comidas típicas.

Medina de Marrakech 

Datada do período do Império Berbere, em meados do século XI, a Medina de Marrakesh é, provavelmente, a atração mais imperdível entre todas da cidade!

Trata-se da parte antiga da cidade, protegida por muralhas, onde o viajante encontra ruelas e corredores que levam a mercados, restaurantes e museus.

Para conhecer as principais atrações, você vai precisar de pelo menos dois dias, especialmente porque o acesso de carro é complicado: vale a pena explorar a Medina a pé, como os marroquinos têm feito há mais de 1.000 anos.

Palácio Bahia 

Bem mais “jovem” que outras construções da cidade, o Palácio Bahia foi inaugurado “apenas” em 1867 e está listado entre os mais importantes Patrimônios Culturais do Marrocos.

O antigo palácio do sultão, que tem mais de 8.000 m² de área, é formado por dezenas de salas e galerias ornadas com piso de azulejo pintado à mão, incluindo um amplo pátio externo, típico de construções em estilo árabe.

O destaque do local é justamente a arquitetura mourisca, já que o imóvel não abriga mobília ou ornamentos, tendo suas salas vazias há séculos.

Túmulos Saadianos 

Túmulos Saadianos
Fonte: User:Alexandrdmitri / Wikimedia Commons / CC BY-SA 3.0

Nenhum passeio por Marrakesh, Marrocos, está completo sem uma visita aos Túmulos Saadianos, um complexo funerário considerado símbolo da cidade.

No local existem mais de 60 tumbas de pessoas que fizeram parte da dinastia Saadiana, que governou o Marrocos entre os séculos XVI e XVII.

A arquitetura do complexo é impressionante, formada por azulejos coloridos, imensas colunas e um piso em mosaico.

Madraça Ben Youssef 

Uma verdadeira janela para o passado marroquino, a Madraça Ben Youssef é uma das escolas mais antigas do país, dedicada a ensinar o Alcorão, as artes políticas e as ciências naturais.

O espaço existe desde o século XIV e é formado por mais de 100 cubículos dedicados aos estudos, além de um amplo pátio externo, ornado com uma fonte.

A construção está entre as mais bonitas de toda a cidade e merece um lugar no seu roteiro!

Palácio El Badi 

Quando foi construído, no século XVI, o Palácio El Badi era considerado o mais bonito do mundo, com suas paredes vermelhas, imensos jardins e esculturas assinadas pelos maiores nomes da época.

Algumas décadas depois, o sultão Moulay Ismail decidiu migrar a capital do Marrocos para Meknès, levando todas as riquezas de El Badi.

Dos tempos áureos, só restaram ruínas, que podem ser visitadas e oferecem um passeio imperdível.

Curtumes

Curtumes
Fonte: Pxhere / CC0

Você sabia que Marrakesh, Marrocos, é uma das mais importantes produtoras de itens de couro do Norte da África? 

A cidade é repleta de curtumes, muitos deles abertos à visitação, que tratam a matéria-prima por meio de técnicas milenares.

O maior deles é o Curtume Chouwara, que abriga quase uma centena de poços redondos onde os artesãos podem tratar e tingir o couro de diferentes animais, como vacas, cabras e até camelos.

Existem vários edifícios com terraços nos arredores do Chouwara, de onde é possível contemplar a produção do couro de um ponto de vista privilegiado.

Para minimizar o desconforto pelo aroma forte da produção, é só utilizar os ramos de hortelã que vão te oferecer durante o passeio!

Mesquita Koutoubia 

Maior mesquita da cidade, Koutoubia é tão importante que chegou a ser utilizada como modelo para a construção de outras ao redor do mundo.

A estrutura chama a atenção tanto por dentro, com suas enormes salas em estilo árabe, quanto por fora, especialmente por conta de seu minarete, com mais de 70 metros de altura.

Se você não é muçulmano, vai precisar se contentar em conhecer a construção por fora, já que a entrada só é permitida aos seguidores da religião de Maomé.

Lalla Hasna 

A coloração ocre é muito vista nas construções de Marrakech, o que ressalta o verde do parque Lalla Hasna e o torna um espaço ainda mais impressionante.

Esse pequeno parque é um verdadeiro oásis, com fontes de água mineral, laranjeiras, tamareiras, coqueiros e roseiras espalhados por todos os lados.

Em outras palavras, é o lugar perfeito para descansar durante seus passeios pela cidade!

Jardim Majorelle 

Jardim Majorelle
Fonte: Haimed Mohamed / Wikimedia Commons / CC BY-SA 4.0

O Jardim Majorelle é resultado de mais de 40 anos de trabalho do pintor Jacques Majorelle, que dedicou seus últimos anos de vida a construir seu pequeno oásis particular na cidade.

Para isso, ele reuniu centenas de espécies de plantas de todos os cantos do mundo em uma estrutura tipicamente marroquina bem no centro de Marrakech.

O jardim foi comprado pelo estilista Yves Saint Laurent, na década de 1980, e hoje abriga dois museus: um dedicado à grife do estilista e outro que conta a história do povo Berbere.

Bab Agnaou 

O portal Bab Agnaou, também conhecido como Porta dos Negros, é o antigo pórtico da cidade, cujas origens remontam ao século XII.

É esse monumental portal que oferece acesso ao Palácio El Badi, à Mesquita Koutoubia, aos Túmulos Saadianos e outras atrações da Medina.

Que tal aproveitar para tirar fotos incríveis desse gigantesco portal, que já foi o edifício mais alto da cidade?

Bairro Mellah 

Embora seja uma cidade de maioria muçulmana, Marrakesh é um verdadeiro caldeirão de culturas e crenças, onde pessoas de diferentes credos convivem em harmonia.

Um bom exemplo disso é o bairro Mellah, o distrito judeu da cidade.

A região é formada por inúmeras ruelas de pedra, onde você poderá encontrar lojas de artesanato, galerias de arte, restaurantes, cafeterias e muitos outros estabelecimentos.

Durante seu passeio, vale a pena conhecer a Sinagoga de Lasama, o Cemitério de Miaara e o colorido Mercado Mellah.

Fez ou Marrakesh?

Fez ou Marrakesh?
Fonte: Pexels

Muitas vezes, quem planeja uma viagem para o Marrocos se encontra diante de um grande dilema: afinal, vale mais a pena conhecer Fez ou Marrakesh?

A resposta depende do que você espera para a sua viagem.

Antiga capital marroquina e uma das cidades santas do Islã, Fez é um lugar em que a tradição fala mais alto e oferece ao viajante a oportunidade de conhecer um lado mais genuíno da cultura local.

Em Marrakesh, por sua vez, você encontrará uma cidade mais turística, bastante frequentada por europeus e, por isso, mais ocidentalizada, o que pode ser positivo para quem não busca nenhum choque cultural.

A Cidade Vermelha também oferece aos viajantes excelente infraestrutura: não é à toa que os melhores restaurantes, comércios e hotéis de todo o país estejam em Marrakech!

Quantos dias para conhecer o Marrocos?

O Marrocos é um lugar apaixonante e cheio de cidades incríveis, que certamente vão chamar a sua atenção na hora de montar um roteiro pelo país.

Por essas e outras, recomenda-se que o viajante reserve ao menos entre uma semana e 10 dias para conhecer as principais atrações com calma.

Só Marrakesh, por exemplo, vai demandar pelo menos 3 dias inteiros para ser explorada.

Conheça Marrakech pagando pouco!

Você não precisa investir uma pequena fortuna para conhecer o melhor do Marrocos. 

É possível encontrar passagens aéreas baratas para Marrakesh em nosso sistema de buscas, o Passagens Promo.

Nossa plataforma te ajuda a encontrar o momento ideal para o seu passeio: é só digitar as cidades de origem e destino, indicar as datas da viagem e escolher a melhor oferta!

Não se esqueça de incluir seu e-mail no alerta de preços para receber notificações assim que surgir aquela promoção imperdível para o destino que você procura! 

Quer conhecer as belezas do Marrocos pagando pouco? De Promo você pode!


Veja também: 

Recomendado para você
Onde fica o Marrocos: mapa e atrações turísticas

Onde fica o Marrocos: mapa e atrações turísticas

Conheça os 10 principais pontos turísticos para conhecer na capital do Marrocos

Conheça os 10 principais pontos turísticos para conhecer na capital do Marrocos