Parrachos de Maracajaú: informações e dicas para o passeio

Mergulhar nos parrachos de Maracajaú é um dos passeios que podem ser considerados como obrigatórios a quem está de férias em Natal, no Rio Grande do Norte.

Afastadas da costa, as piscinas naturais formadas entre recifes de corais são acessíveis de barco. O encanto começa já no início do trajeto, ainda na Praia de Maracajaú, e vai durar horas após nadar entre peixinhos coloridos, em um trecho onde só se avista o mar.

Confira neste post as informações mais importantes e as melhores dicas para fazer o seu passeio ao “Caribe do Rio Grande do Norte”. E nós garantimos: vai ser difícil chegar ao final sem querer conhecer este lugar!

Confira as passagens aéreas com os melhores preços neste link!

Parrachos de Maracajaú: o Caribe brasileiro no Rio Grande do Norte

Maragogi, Arraial d’Ajuda, Bombinhas, Fernando de Noronha… Não faltam destinos no Brasil facilmente identificados como Caribe brasileiro por suas águas e cenários paradisíacos.

Agora, é hora de adicionar mais um local incrível nessa lista: Maracajaú, no litoral potiguar. O pedacinho do Caribe no Rio Grande do Norte fica na cidade de Maxaranguape, a cerca de 60 km da capital Natal. 

A praia em si, cercada por coqueiros, dá o tom do porquê esse lugar possui uma beleza caribenha. Mas são os parrachos onde a identificação se torna mais visível.

Parracho é a forma local como são chamados os recifes de corais. Eles estão a 7 km da costa, e durante a maré baixa, se formam piscinas naturais de águas cristalinas por mais de 10 km em meio ao mar azul turquesa.

Existe toda uma estrutura para receber os turistas, desde pontos de apoio, empresas que fazem o percurso e plataformas flutuantes que serão a base do passeio, com mergulho incluso.

Serão cerca de 3 horas onde o seu olhar e os seus pensamentos serão conquistados pela beleza dessa região. 

Qual a distância de Natal para Maracajaú?

Distância de Natal a Parrachos de Maracajaú
Fonte: Pxhere

Uma viagem para Natal está nos planos de qualquer pessoa que queira descobrir os destinos mais apaixonantes do litoral nordestino.

Não faltam belezas naturais e pontos turísticos para ver na capital do Rio Grande do Norte, porta de entrada para quem está chegando ao estado. Mas ao redor também há muito a descobrir.

Maracajaú é um desses pontos que valem a pena explorar em um passeio. A comunidade de pescadores pertence ao município de Maxaranguape e está distante 60 km de Natal.  

Como chegar à praia de Maracajaú?

Fazer o passeio bate e volta até Maracajaú é simples, e os viajantes podem escolher ir por conta própria ou com as agências de turismo.

Neste segundo caso, as empresas garantem o transfer do hotel de onde os turistas estão hospedados até a Praia de Maracajaú. Entretanto, o valor é mais caro do que pagar apenas pelo passeio até os parrachos.

Se você preferir viajar por conta própria, veja quais são as melhores opções para o trajeto.

De carro

Parrachos de Maracajaú de carro
Fonte: Pxhere

As principais vantagens de viajar de carro próprio ou alugado é ter autonomia para curtir o dia da maneira que preferir e fazer o percurso em menos tempo.

Não sabe como ir para Maracajaú? A boa notícia é que as direções para a viagem não são complexas. Saindo de Natal, é só pegar a BR-101 sentido norte. 

O trecho final é pela rodovia RN-263, mas a sinalização não deve deixar dúvidas. O tempo da viagem é de, aproximadamente, 1 hora.

De ônibus

Quer ir por conta própria, mas sem a responsabilidade de pegar estrada para dirigir? Sem problemas, pois existe a possibilidade de chegar a Maracajaú de ônibus.

Da rodoviária de Natal, saem linhas de ônibus diárias e em mais de um horário, que levam até o destino.

O preço das passagens é mais acessível, uma boa alternativa para orçamentos mais enxutos.

Porém, vale lembrar que a viagem é mais demorada, por isso, se planeje bem para não perder a saída da embarcação para as piscinas naturais.

    Está gostando do conteúdo?
    Receba as melhores dicas de viagens no seu e-mail!

    Fique tranquilo, não enviamos spam!

    E-mail cadastrado com sucesso!
    A partir de agora, você receberá as melhores
    dicas de viagem diretamente no seu e-mail!

    Passagens aéreas para Natal

    Para conhecer as praias e belezas naturais do Rio Grande do Norte de bem com a vida, nada melhor do que encontrar passagens aéreas para Natal em promoção.

    E isso você encontra, com certeza, no Passagens Promo! Com o nosso buscador, é muito mais fácil achar voos com descontos para qualquer lugar do Brasil e do mundo.

    Lembre-se sempre de comparar os preços em dias e horários diferentes, para poupar ainda mais. E cadastrando o seu e-mail no site, nós vamos te avisar sempre que as tarifas para o destino da sua viagem ficarem mais baratas.

    Como chegar até os parrachos de Maracajaú?

    As piscinas naturais de Maracajaú ficam na Área de Proteção Ambiental (APA) dos Recifes de Corais, localizadas a 7 km da Praia de Maracajaú.

    Para ir até o local, é necessário ir de barco, mas isso não é problema. Há mais de uma empresa oferecendo o serviço de transporte com conforto e estrutura para agradar até os turistas mais exigentes.

    O percurso marítimo é feito em catamarãs ou lanchas, de acordo com a disponibilidade da empresa.

    Uma dica muito importante: não espere chegar até Maracajaú para comprar o passeio.

    Principalmente no verão, você pode perder a viagem e não encontrar mais vagas para a principal atração do local. Por isso, reserve com antecedência!

    Catamarã

    Curtir a viagem até os parrachos de Maracajaú é o grande atrativo para quem opta por ir de catamarã.

    Embora a embarcação leve mais tempo do que a lancha (30 minutos) para chegar às piscinas naturais, você pode aproveitar cada momento do trajeto, admirar o mar em volta e fazer belas fotos.

    Existem ainda outras vantagens: o transporte oferece mais comodidade e é mais indicado para pessoas idosas, para quem está com criança ou quem enjoa com facilidade.

    Um último ponto positivo para escolher o catamarã: é mais barato. O custo médio é R$ 110 (em janeiro de 2021), incluindo o transporte e mergulho livre.

    Lancha

    Parrachos de Maracajaú de lancha
    Fonte: Unsplash

    Fazer o percurso na metade do tempo (15 minutos) é o suficiente para convencer muita gente a escolher ir de lancha.

    Antes de embarcar, fique apenas com a roupa de banho e deixe o restante na mochila, pois o trajeto é bem molhado. Mas no calor do Nordeste, esse “banho” será bem refrescante.

    Com as lanchas, também é possível chegar em alguns pontos dos parrachos onde grandes embarcações não têm acesso. E a velocidade da embarcação proporciona uma dose de adrenalina que atrai muita gente.

    O preço não é tão acima do passeio de catamarã: custo médio de R$ 115 (janeiro de 2021), também incluindo o transporte e mergulho livre.

    Vantagens Promo tem as melhores ofertas para você economizar na sua viagem! Encontre cupons e descontos para seguro viagem, hotel, aluguel de carro, e muito mais! Clique aqui e confira.

    Quando ir a Maracajaú?

    Imagine só que maravilha aproveitar Maracajaú e suas piscinas naturais com céu azul, sol forte e muito calor…

    A partir de outubro até os meses de fevereiro e março, isso é bem possível. Na primavera e no verão, as temperaturas estão mais quentes e o risco de chuva é mínimo: uma delícia para curtir o litoral potiguar.

    Mas isso não significa que fazer este passeio é inviável nos outros meses do ano. Na verdade, a temperatura média anual na região fica próxima dos 26º graus.

    Principalmente no inverno, entre junho e setembro, a possibilidade de chover é maior. Mesmo assim, não é comum que as chuvas se prolonguem por muitos dias e façam da viagem um momento ruim.

    Tábua de maré: Parrachos de Maracajaú

    Tábua de Maré de Parrachos de Maracajaú
    Fonte: Pixabay

    Quando for programar a ida até parrachos de Maracajaú, é muito importante verificar a tábua de marés para saber se as condições estão adequadas.

    As piscinas naturais só se formam quando a profundidade da água é menor, da mesma forma como a visibilidade é melhor para enxergar a vida marinha.

    Por isso, os barcos programam as saídas para pegar a maré mais baixa do dia. E como os resultados são diários e o horário das marés não é constante, a hora de partida do passeio também vai variar. Entendeu a importância de ficar atento à tábua de marés?

    De toda forma, se você fez reserva com as empresas para o mergulho, elas entrarão em contato com antecedência para confirmar o horário de saída dos barcos. Então, não é preciso se preocupar. 

    Quanto custa um mergulho em Maracajaú?

    Quem vai até Maracajaú não pode perder a oportunidade de mergulhar e ver a diversidade de vida marinha existente entre os recifes de corais.

    Diferentes espécies de peixinhos coloridos são uma atração à parte, principalmente para a criançada. Mas cada cantinho pode reservar diferentes surpresas debaixo da água.

    E quanto é que custa para mergulhar nos parrachos? Bem, você vai se surpreender ao descobrir que há uma modalidade inclusa no passeio, não é preciso pagar nada. Nós explicamos um pouco melhor sobre como são os mergulhos, veja só!

    Snorkel

    Snorkel em Parrachos de Maracajaú
    Fonte: Unsplash

    Não é preciso pagar nada a mais para explorar a vida marinha praticando o snorkeling.

    Esse tipo de mergulho, que é superficial, é oferecido como cortesia pelas empresas que fazem o transporte até as piscinas naturais em Maracajaú. 

    O snorkel e a máscara são oferecidos pelas próprias operadoras de mergulho. Para quem não sabe nadar ou não tem facilidade em flutuar na superfície, também são oferecidos coletes flutuadores.

    A parada para mergulho dura cerca de 1h30, e são poucos (para não dizer nenhum) que não se encorajam a descobrir as belezas submarinas neste paraíso.

    Mergulho com cilindro

    Outra modalidade de mergulho nos parrachos de Maracajaú é a com cilindro, em que os aventureiros ficam completamente submersos e podem explorar a fundo os recifes.

    A prática é chamada de batismo de mergulho, já que os mergulhadores não vão à grandes profundidades — em alguns pontos da região, é possível ir a 3 metros abaixo d’água.

    Neste caso, é cobrado um valor a parte dos interessados. O custo do mergulho é de R$ 100 (preço conferido em janeiro de 2021).

    Antes de cair na água, os participantes são instruídos sobre o uso dos equipamentos, manobras básicas, comunicação subaquática e procedimentos de segurança, além de se adaptarem a respirar através do tubo.

    Depois, é aproveitar o tempo de mergulho (1h30) e ver as belezas que estão escondidas em meio aos corais.

    Qual a diferença entre os parrachos de Perobas e Maracajaú?

    Parrachos de Perobas
    Fonte: Leila Cunha, via wikimedia commons

    Maracajaú não é a única região do Rio Grande do Norte conhecida pelos parrachos com piscinas naturais.

    Sua “concorrente” é Perobas, que fica mais ao norte (32 km), na cidade de Touros. Os parrachos de Perobas são igualmente famosos e atraem muitos visitantes.

    E se você já foi em um, não pense que ir ao outro é perda de tempo, pois eles têm as suas diferenças.

    As piscinas naturais formadas em Perobas são mais rasas, e muitas vezes é possível ficar em pé nelas. Por isso, muitas famílias com crianças escolhem esse passeio.

    Em contrapartida, a estrutura e a abundância de vida marinha são menores se comparadas a Maracajaú, que acaba atraindo um público maior em qualquer época do ano por esses motivos.

    Qual o melhor passeio: Perobas ou Maracajaú?

    Quando ficam sabendo que existem duas opções de parrachos para conhecer, os turistas podem enfrentar aquela dúvida sobre qual deles visitar.

    Se estiver difícil escolher, que tal conhecer os dois lugares?

    Como explicamos, cada um tem suas particularidades, mas pode ter certeza que a beleza caribenha, com águas calmas, mornas e cristalinas, estará presente nos dois.

    Em Maracajaú, será possível apreciar melhor o mergulho pela maior diversidade de espécies. Além disso, a estrutura oferecida é bastante superior, tanto no mar quanto em terra — beach clubs com restaurantes, passeios de buggy e quadriciclo, e mais.

    Mesmo um pouco mais distante para quem sai de Natal, Perobas oferece um passeio mais rústico e tranquilo, além de deixar os pais menos preocupados com as crianças, já que as piscinas são rasas.

    Cotação passagens aéreas para Natal

    Demos mais um ótimo motivo para conhecer Natal, não é mesmo? A beleza dos parrachos de Maracajaú vão te conquistar e deixar a viagem ainda mais especial.

    Para encontrar os voos mais baratos para a capital potiguar, não se esqueça, é só acessar o Passagens Promo. Você compara os preços, compra as passagens aéreas e depois é só aguardar o momento de embarcar no avião.

    Viaje para o Rio Grande do Norte e conheça lugares maravilhosos com mais economia. De Promo você pode!


    Leia também:

    Recomendado para você
    Touros, RN: mapa, história, passeios e dicas

    Touros, RN: mapa, história, passeios e dicas

    Galinhos: como ir, melhor época e roteiro turístico

    Galinhos: como ir, melhor época e roteiro turístico

    O que fazer em Natal: dicas para curtir 7 dias na cidade

    O que fazer em Natal: dicas para curtir 7 dias na cidade

    Praia da Pipa: informações, dicas, quando ir, passeios e praias

    Praia da Pipa: informações, dicas, quando ir, passeios e praias

    Praias de Natal: 10 lugares paradisíacos para conhecer

    Praias de Natal: 10 lugares paradisíacos para conhecer