Serra da Bocaina: o que fazer no parque nacional e arredores

Serra e mar se combinam na Serra da Bocaina para oferecer aos visitantes um dos mais completos destinos para ecoturismo no Brasil.

Está procurando por cachoeiras e trilhas? A região tem! Mirantes com vistas incríveis? Também são atração do parque. E se você quiser tirar um dia apenas para relaxar na praia, é mais uma das possibilidades disponíveis aos turistas.

Venha saber tudo de mais importante sobre a Serra da Bocaina: o que fazer, onde fica e dicas antes de incluir as belezas naturais da região no seu roteiro de viagens!

Cote sua passagem aérea no Passagens Promo com até 35% de desconto. Aproveite as melhores ofertas do mercado!

Serra da Bocaina: cachoeiras, trilhas, praias e mirantes

Criado como área de preservação ambiental, o Parque Nacional Serra da Bocaina se tornou um reduto natural paradisíaco para os interessados em turismo de aventura.

Dentro de 134 mil hectares, a variedade de atrações é enorme, sendo proporcionada, principalmente, pela variação de altitude encontrada no local.

A Trilha do Ouro dá início à caminhada por diversas outras, cujos percursos levam a lugares onde é possível observar a natureza a perder de vista, como o Mirante do Sobrado e o Pico do Tira Chapéu, o ponto mais alto do parque.

Rios e cachoeiras também se misturam ao cenário, onde a diversidade animal e vegetal de espécies nativas da Mata Atlântica permanece intocada pela ação agressiva do homem.

E quando a região serrana fica para trás, não pense que acabou: o litoral de Bocaina tem praias de aspecto selvagem onde é possível relaxar e curtir toda a beleza que há em volta.

Onde fica a Serra da Bocaina?

Serra da Bocaina onde fica
Fonte: Wikimedia foto Leandra Toledo da Silva

É entre os estados do Rio de Janeiro e São Paulo que se encontra o Parque da Serra da Bocaina, no sudeste brasileiro.

Municípios como Areias, Bananal, São José do Barreiro e Ubatuba, todos em São Paulo, e Angra dos Reis e Paraty, no Rio, fazem parte da área de preservação delimitada pelo parque.

São José do Barreiro, no Vale do Paraíba, serve como principal acesso à região serrana. Também é na cidade onde fica a sede do Parque da Bocaina.

Do lado fluminense, Paraty é a principal base para conhecer a parte litorânea. 

Aproveite que há muito o que fazer em Paraty e concilie em seu roteiro um dos destinos culturais mais importantes do Rio com os atrativos naturais presentes nas regiões da Serra do Mar e da Bocaina.

Mapa da Serra da Bocaina

Dar uma olhada no mapa antes de embarcar na aventura pelas trilhas e atrações de Bocaina pode ser crucial no planejamento da sua viagem. Quer ver como?

Primeiro, você pode escolher o melhor caminho por onde chegar à São José do Barreiro: seja pelo Rio de Janeiro (200 km) ou por São Paulo (278 km).

Escolhido o ponto de desembarque, saiba onde ficam as principais atrações do parque. Assim, o roteiro pode ser melhor planejado para dar mais tempo aos visitantes de aproveitar cada pedacinho deste paraíso no sudeste brasileiro.

Encontre as passagens aéreas mais baratas para SP e RJ!

Separamos as melhores ofertas para você aqui
Passagens aéreas saindo de
Latam Brasil CWB Curitiba GRU São Paulo 20 Jan 28 Jan R$ 182 Latam Brasil CWB Curitiba GRU São Paulo 09 Abr 12 Abr R$ 182 Latam Brasil CWB Curitiba GRU São Paulo 08 Jan 10 Jan R$ 182 Latam Brasil CWB Curitiba GRU São Paulo 20 Fev 22 Fev R$ 182 Latam Brasil CWB Curitiba GRU São Paulo 03 Fev 08 Fev R$ 182 Ver mais ofertas

Turistas de outras regiões do país têm São Paulo e Rio de Janeiro como os aeroportos mais próximos para desembarcar antes de seguir rumo à Serra da Bocaina.

Lembre-se que as passagens aéreas são sempre um dos itens mais caros de qualquer viagem, mas a antecedência na compra e uma boa pesquisa podem te ajudar a economizar valores consideráveis.

Experimente procurar pelo seu voo no Passagens Promo. Seja para o Rio, São Paulo ou outro destino no Brasil, em nossa plataforma você encontra os menores preços para o seu passeio.

Cadastre seu e-mail no site e nós te avisaremos sempre que as passagens ficarem mais baratas, assim você voa com mais conforto e economia. Não deixe de conferir!

O que fazer na Serra da Bocaina?

Curtir os atrativos que a natureza proporciona é o que atrai visitantes à Serra da Bocaina, SP.

Percorrer trilhas, tomar banhos de cachoeira e admirar toda beleza que se estende pelo horizonte são atividades que encantam os turistas.

Alguns aproveitam ainda para pedalar de mountain bike e observar espécies exóticas de animais — enfim, sempre haverá o que fazer para o gosto de cada um. E para você planejar melhor os seus dias, listamos as atrações imperdíveis para quem vai à Bocaina!

Parque Nacional da Serra da Bocaina

Quando criado, o Parque Nacional Serra da Bocaina foi idealizado para servir de “escudo” natural, protegendo cidades na região de eventuais acidentes nas usinas nucleares de Angra.

O lugar, hoje, se tornou um reduto para quem gosta de atividades em meio à natureza, ainda que seja pouco explorado. 

Dois roteiros diferentes convidam os turistas a conhecerem os atrativos do parque.

A Serra, chamada de “parte alta”, tem cachoeiras, mirantes e as principais trilhas, com acesso por São José do Barreiro. Já no Litoral, ou “parte baixa”, praias e piscinas naturais envolvidas pela Mata Atlântica são as atrações do local.

Descubra as melhores dicas de atrativos para incluir no seu roteiro pelo parque nacional de SP!.

1. Cachoeiras

Serra da Bocaina Cachoeira
Fonte: Wikimedia foto Halley Pacheco de Oliveira

A combinação de trilha com cachoeira reserva passeios que são imperdíveis por Bocaina.

Já no início da Trilha do Ouro, a,5 km da entrada do parque, a cachoeira Santo Izidro apresenta o cartão de visitas, com quedas d’água de até 70 metros e ótima para banho.

Na mesma rota está a principal cachoeira do parque, a dos Veados. Suas três quedas com até 200 metros de altura fazem desta a maior e mais incrível das cachoeiras da região.

Outras opções para os visitantes se refrescarem em águas cristalinas entre a natureza são a cachoeira do Inácio, de fácil acesso ao público, a das Posses, banhada pelas águas do Rio Mambucaba, e as cachoeiras das Marrecas e a do Bracuí.

2. Trilha do Ouro

Talvez a atração que melhor represente toda a região seja o percurso conhecido como a Trilha do Ouro.

A rota, aberta por escravos no período colonial, era utilizada para escoar ouro e diamantes por um caminho alternativo, escapando da fiscalização da coroa portuguesa.

Conhecido como Caminho de Mambucaba, o trajeto completo pode levar até três dias para ser percorrido. Ele liga São José do Barreiro à região de Paraty e Angra dos Reis, no litoral do estado fluminense.

Partindo pela Trilha do Ouro, Serra da Bocaina, os visitantes podem percorrer outras trilhas que se espalham pelo parque e levam à cachoeiras e outros atrativos. 

    Está gostando do conteúdo?
    Receba as melhores dicas de viagens no seu e-mail!

    Fique tranquilo, não enviamos spam!

    E-mail cadastrado com sucesso!
    A partir de agora, você receberá as melhores
    dicas de viagem diretamente no seu e-mail!

    3. Trilha do Penhasco

    Observar de cima o visual que se estende pelo Vale do Paraíba é a grande atração da trilha do Penhasco.

    Bote o seu melhor calçado para trekking e prepare-se para subir a uma altitude de 1.850m, de onde se avista a Bocaina, a Serra do Mar e a Serra da Mantiqueira. Na mesma rota está a cachoeira de Santo Izidro, para refrescar o passeio dos aventureiros.

    4. Pedra da Macela

    Serra da Bocaina pedra do macela
    Fonte: Wikimedia foto Rafael Defavari

    Do alto da Pedra da Macela, com pico a 1.840m de altitude, o litoral de Ilha Grande, Angra dos Reis e Paraty pode ser visto e oferece paisagens cinematográficas ao público.

    O acesso é feito pela cidade de Cunha, em São Paulo. Após 5 km de estrada de chão, basta encarar uma trilha curta e de baixa dificuldade, apesar da subida, para chegar ao pico.

    5. Pedra do Frade

    Quem procura por desafio, a trilha que leva à Pedra do Frade oferece nível de dificuldade maior, mas premia os corajosos com mais um pacote de belos cenários da região.

    Alguns trechos do acesso até o pico necessitam de ótimo preparo físico e até escalada. A recomendação é fazer o percurso com o acompanhamento de guias.

    Lá do alto, a vista mostra a baía de Ilha Grande, Paraty, Angra e as serras do Mar e da Bocaina. Da mesma forma, a Pedra do Frade pode ser avistada de diferentes pontos do Parque Nacional da Bocaina e dos municípios litorâneos. 

    6. Mirante do Sobrado

    Não é preciso se afastar muito da entrada do parque para chegar a um dos melhores mirantes de Bocaina, o Mirante do Sobrado.

    Para se chegar ao ponto mais alto, a caminhada dura por volta de 2 horas. De lá, a baía de Paraty, a Serra da Mantiqueira e a Serra do Mar fazem parte do visual panorâmico que os visitantes têm direito.

    7. Mirante do Príncipe

    Serra da Bocaina mirante do príncipe
    Fonte: Pixabay

    A 1.900 metros de altitude, o Mirante do Príncipe é outro ponto muito procurado pelo público para avistar as belezas naturais que circundam a região.

    Lá de cima, os morros do Vale do Paraíba formam um cenário espetacular e encantador em qualquer horário do dia. Mais um dos lugares que precisa marcar presença no seu roteiro. 

    8. Pico do Tira Chapéu

    Subidas íngremes por uma trilha com pouco mais de 4 km levam à uma das principais atrações do parque: o Pico do Tira Chapéu.

    Com 2.088 metros de altitude, esse é o ponto mais alto em toda Serra da Bocaina.

    A vista, claro, não deixa a desejar, com o Vale do Paraíba, Angra e Paraty no radar. Como o grau de dificuldade não é dos mais simples, recomenda-se chegar lá acompanhado de guia.

    9. Pico da Bacia

    Depois do Pico do Tira Chapéu, o Pico da Bacia é o segundo ponto mais alto dentro da área do parque, pouco mais de 2 mil metros acima do nível do mar.

    A trilha de acesso é longa, com cerca de 8 km. Mas nem é preciso dizer que a vista é compensadora, apresentando a região de morros e belezas naturais que cercam o parque.

    10. Praias

    Serra da Bocaina praias
    Fonte: Wikimedia foto Andrew Ciscel

    Chegando à “parte baixa” da Bocaina, as praias são o grande atrativo do litoral, já perto das cidades de Paraty e Angra dos Reis, no Rio.

    As melhores ficam na região de Trindade: a praia do Meio, com duas enseadas de águas límpidas, e a do Caixa D’Aço, menor e acessível por uma trilha a partir da praia do Meio.

    Seguindo pela Caixa D’Aço, os turistas chegam ainda à uma praia de piscinas naturais rasas, onde é possível descansar e avistar diferentes espécies que fazem parte da fauna marinha da região.

    11. Rio Mambucaba

    Algumas das cachoeiras que são visitadas por trilhas em Bocaina são banhadas pelo Rio Mambucaba, que nasce no alto da serra, em São José do Barreiro, e deságua na divisa entre as cidades fluminenses de Angra dos Reis e Paraty.

    Quem está na “parte baixa” do parque pode chegar à beira do rio, no trecho conhecido como Sertão do Mambucaba.

    As águas rasas e o fundo pedregoso oferecem boas condições para quem deseja um banho de rio. Muitos visitantes praticam rafting na região, aproveitando as corredeiras do rio.

    Fazendas históricas

    Embora o ecoturismo seja o principal atrativo turístico da região, conhecer parte da cultura e história locais é outra possibilidade para quem visita Bocaina e a Serra do Mar.

    O “Ciclo do Café” também teve forte expressão na região, e algumas fazendas preservam as lembranças da época.

    Para visitas do público em geral, somente estão abertas as fazendas Pau-d’Alho e Resgate, na região de Bananal. A começar pelos casarões, percebe-se como o produto foi responsável por movimentar a economia durante parte do período colonial.

    Nas duas propriedades, acervo da época também é exibido, contando um pouco do período em que o café era o principal ativo da região.

    Camping na Serra da Bocaina

    Serra da Bocaina camping
    Fonte: Pixabay

    Se você acha que a experiência em meio à natureza só é completa acampando, sem problemas: essa é mais uma das possibilidades para os visitantes do parque.

    O camping dentro da área de preservação é permitido apenas nas propriedades de famílias que vivem ali.

    As opções mais acessíveis estão na praia da Caixa D’Aço: a Casa Torta e o Camping das Bromélias recebem os viajantes mais aventureiros. Lembre-se de conferir os valores e condições exigidas dos visitantes. 

    Onde se hospedar na Serra da Bocaina?

    Se ao invés de acampar você prefere o conforto das pousadas na Serra da Bocaina, existem opções para atender todos os tipos de turistas.

    Além de São José do Barreiro, onde fica a sede do parque, a cidade paulista de Bananal também oferece ótima estrutura de hospedagem para atender o público.

    Quer sugestões de onde ficar? Próximo de Bananal, a Pousada da Terra é nossa indicação, enquanto o Hotel Fazendo Clube dos 200 é uma boa escolha perto de São José — e com culinária de dar água na boca.

    Voe para São Paulo e Rio com o Passagens Promo!

    Encontre as melhores promos de passagens aéreas
    Passagens aéreas saindo de
    Latam Brasil VIX Vitória SDU Rio de Janeiro 23 Dez 23 Jan R$ 180 Latam Brasil VIX Vitória SDU Rio de Janeiro 28 Jan 31 Jan R$ 180 Latam Brasil VIX Vitória SDU Rio de Janeiro 31 Dez 08 Jan R$ 180 Latam Brasil VIX Vitória SDU Rio de Janeiro 27 Jan 29 Jan R$ 180 Latam Brasil VIX Vitória SDU Rio de Janeiro 28 Jan 30 Jan R$ 180 Ver mais ofertas

    Para quem planeja viajar para São Paulo ou Rio de Janeiro e possui tempo de sobra para novos lugares, nem pense duas vezes: inclua a Serra da Bocaina no seu roteiro.

    Já está querendo planejar a viagem? Melhor ainda! Não se esqueça que os voos mais baratos para as duas capitais estão no Passagens Promo.

    Curta as maravilhas naturais da Bocaina com conforto e pagando menos. De Promo você pode!


    Leia também:

    Recomendado para você
    O que fazer em Ilhabela: praias, cachoeiras, trilhas e muito mais

    O que fazer em Ilhabela: praias, cachoeiras, trilhas e muito mais

    Parque Nacional da Serra do Cipó: conheça esse patrimônio mineiro

    Parque Nacional da Serra do Cipó: conheça esse patrimônio mineiro

    Santo André, Bahia: pontos turísticos para relaxar na vila rústica

    Santo André, Bahia: pontos turísticos para relaxar na vila rústica

    Chapada dos Guimarães: motivos para conhecer esse paraíso!

    Chapada dos Guimarães: motivos para conhecer esse paraíso!

    Nobres, Mato Grosso: 7 locais para ecoturismo com economia

    Nobres, Mato Grosso: 7 locais para ecoturismo com economia

    São Thomé das Letras: roteiro completo pela cidade mística

    São Thomé das Letras: roteiro completo pela cidade mística